Um Caso Perdido

Edição: 1
Editora: Galera Record
ISBN: 9788501403940
Ano: 2014
Páginas: 384
Tradutor: Priscila Catão

proibido

Introdução

Colleen Hoover é uma autora super querida, quando li Métrica me encantei bastante com a narrativa. Em Um Caso Perdido, não foi diferente.

Em Um Caso Perdido, Sky é uma garota que desde pequena sabia que foi adotada. Diversas vezes ela sonha com uma menina chorando. Em sua casa, não há tecnologia, pois sua mãe (Karen), acha que tv, internet e celular são coisas do “capeta”. Six, sua vizinha e melhor amiga , saem sempre que podem. Esse ano, Sky vai para o mesmo colégio de Six, porém, Six vai fazer um intercâmbio na Itália. Ou seja, Sky tem que lidar com o novo colégio sem sua amiga por perto.

Sobre Colleen Hoover

O amor de Colleen Hoover pela escrita começou em 1985, quando ela tinha cinco anos de idade. Sua primeira história foi intitulado “Mystery Bob” e foi um enorme sucesso com sua mãe (risos infinitos).
Colleen continuou a escrever histórias curtas para amigos e familiares até dezembro de 2011, quando ela decidiu escrever uma longa história que ela intitulado “Slammed”. Ela o auto-publicou na Amazon em janeiro de 2012 e bateu lista de bestsellers do New York Times em Maio de 2012. Colleen prefere ser chamada de uma escritora, como o termo “autora” ainda a assusta e faz com que este se sinta como um trabalho com as expectativas. Ela não funciona bem sob pressão e tem a escrita como um momento divertido e emocionante.

Narrativa

A narrativa de Colleen é regada de bons quotes e passagens. Gosto dos livros dela, pois tudo flui de um modo objetivo e encantador. Não é uma trama fácil de lidar, pois Sky está praticamente sozinha nessa jornada. Não é fácil lidar com uma má fama e estar longe de sua melhor amiga. Ainda mais em um colégio onde ela nunca havia estado antes. Sua sorte é quando conhece Breckin,  um garoto que sofre bastante com piadinhas e xingamentos pelo fato de ser homossexual. Felizmente, uma grande amizade floresce nesses personagens. Em uma ida ao mercado, Sky encontra Dean Holder, um cara que consegue provocar sentimentos que ninguém mais conseguiu. Assim começa o romance em que Sky tem medo de se envolver (ele também tem má fama), mas ao mesmo tempo, se sente atraída e curiosa.

Diagramação

Embora eu não seja fã de capas de rosto, confesso que um dos motivos (além de recomendação por parte de amigos e da leitura de Métrica) de eu ter lido nesse momento. A diagramação interna é comum, mas agradável aos olhos do leitor. Não encontrei erros graves de digitação. O trabalho da Galera, tanto em edição quanto tradução, foram excelentes.

Considerações Finais

Eu não sei o que esperar da sequência, mas confesso que a autora realmente sabe prender o leitor com uma trama que tem tudo para evoluir e encantar os leitores (Losing Hope foi publicado no ano passado nos EUA). Eu ainda tenho Métrica como o meu favorito ( e que torço para que façam uma adaptação para o cinema). Os livros da autora são de fácil adaptação, pois os cenários e personagens não exigem dispendiosos efeitos especiais.

comentários

  1. Olaaaa!
    aaahh ainda não li nada da Colleen! Estou desejando muito ler métrica! Mas acho que vou esperar o terceiro volume da série sair antes… para não ter que ficar esperando sabe?! hahaha! 🙂
    Um Caso Perdido parece que está agradando a todos! Já esta na minha lista de próximos… mas a lista é graaaaande haah!

    Um beeijo Lara.
    Blog Meus Mundos no Mundo | | Página Coração Furta-Cor

  2. Desde o lançamento de “Métrica” que só leio resenhas positivas em relação aos livros da Colleen. E não podia ser diferente. Pelo que entendi, a autora tem completo domínio sobre tudo, desde personagens, até a trama em si, da primeira a última página. Enfim, quero ler tudo o que ela lançar o mais breve possível.

    @_Dom_Dom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*