The John Steel Singers

A The John Steel Singers é uma banda formada por cinco integrantes, são de Brisbane, na Austrália. O nome da banda surgiu de um cavalo de brinquedo que Tim Morrissey tinha, chamado John Steel. A formação da banda foi feita em 2007, quando Tim Morrissey e Scott Bromiley começaram a compor juntos. Ross, Pete e Luke apareceram depois.

Começaram de modo independente, como qualquer banda, e lançaram um EP e um mini album em 2007. Um ano depois, assinaram com a Levity, onde lançaram o album, In Colour. Atualmente estão com a Dew Process.

Site oficial – InstagramFacebookYoutube

Discografia

The John Steel Singers (2007)
The Beagle and the Dove mini LP (2008)
In Colour (Levity, 2008)
Masochist (2009)
Everything’s A Thread (2014)

Membros

Scott Bromiley – vocal, guitarra, teclado, trompete e baixo.
Tim Morrissey – vocal, guitarra e teclado.
Ross Chandler – bateria
Pete Bernoth – vocal, teclado e trombone
Luke McDonald – vocal, teclado e guitarra.

A banda teve 4 outros baixistas nesses poucos anos (Dion J. Forde, Damien Hammond, Pat McDermott e Conna Thorogood), porém, foram substituidos por Scott.

Melhor Clipe

A banda conta com poucos videos no youtube. Lá no canal é possível encontrar apenas um clipe, outros vídeos anunciando tour e uma degustação criativa do último album também se encontram por lá. O clipe disponível é do da música Commom Thread, é a música “carro chefe” do cd.

Comentários Kauê

Som voltado no geral para o público jovem e adulto. Semelhante ao indie que está rolando no mundo inteiro com pequenas pinceladas de elementos eletrônicos.

Gravação se assemelha a bandas antigas antigas como, Beatles, com vozes radiofônicas muito presentes na música. Bateria seca, sem muitos acessórios dando uma característica dançante e séria ao mesmo tempo. Guitarras com efeitos psicodélicos, utilizando muito os recursos tecnológicos que temos hoje em dia. Baixo extremamente dançante e clássico da década de 70/80, sempre marcando e realçando os contras e o swing deles é de invejar muitas bandas atuais.

State Of Unrest (feat. Everett True)

Essa musica é intensa e expressiva, relatando uma historia muito bem trabalhada e explicada por eles. Com todos os elementos, um complementando outro. A música conta com uma participação bem expressiva de Everett True.

Strawberry Wine (feat. Robert Forster)

Em contra ponto com a primeira música, essa é bem mais rápida e bem mais direta a mensagem do som, tendo somente 2:08, o que demostra uma versatilidade da banda em expressão musical.

Commom Thread (videoclipe)

Talvez uma das melhores músicas deles, que felizmente escolheram para “ilustrar” num clipe. Aonde as palmas nós dão a sessão de presença de público junto com a banda e ao mesmo tempo uma música muito dançante. Os elementos do clipe tem relação com letra da música. Até mesmo ao final da dela retorna e abaixa a intensidade da voz e os instrumentos me remetem a uma caixinha de música daquelas que você dá corda. Sensacional.

Considerações finais

Apesar dos problemas que tiveram, conseguiram um som verdadeiro, limpo e fiel aos gostos e propósitos deles.