A Entrevista (The Interview) - Poster / Capa / Cartaz

111 minutos / Comédia – Ação

Elenco: Seth Rogen,James Franco, Anesha Bailey, Charles Rahi Chun, Dan Sterling Diana Bang, Dominique Lalonde, Eminem, Harlison Lee, Jason Cox, Joseph Gordon-Levitt, Justin Lee e Lizzy Caplan.


Dave Skylark (James Franco) e seu produtor Aaron Rapoport (Seth Rogen) conduzem o popular programa de TV sobre celebridades “Skylark Tonight”. Quando descobrem que o ditador norte-coreano Kim Jong-Un é fã do show, eles marcam uma entrevista com ele na tentativa de conseguirem sua aprovação como jornalistas sérios. Mas quando Dave e Aaron se preparam para viajar à Pyongyang, seus planos mudam no momento em que a CIA os recruta, mesmo sendo os homens mais desqualificados possíveis, para assassinar Kim Jong-Un.


Introdução

Com todo o marketing envolvido sobre o filme, minha curiosidade foi em assistí-lo o quanto antes. O filme A Entrevista foi lançado no dia 25 de dezembro de 2014. Além de todo o alvoroço midiático (que é um dos assuntos até propostos no filme) e de várias críticas negativas ao mesmo, além de ameaças que por enquanto são infundadas.

A estreia nos cinemas do Brasil está marcada para 29 de janeiro.

Em A Entrevista, Dave Skylark (James Franco) é apresentador de um programa chamado Skylark Tonight que é repleto de assuntos inuteis e sensacionalistas (em parte muitos atores e músicos são praticamente ridicularizados ao vivo). Aaron, o produtor do show, se vê em um dilema profissional e quer produzir algo mais sério. Ao saber que o ditador da Coreia do Norte (General Jong), adora o programa, Skylark e e Aaron Rappaport, vão a Pyongyang, entrevistá-lo sob uma condição: ele só faria perguntas previamente feitas pelo próprio General Jong (Charles Rahi Chun). Porém, o FBI entra em ação e pede para que Skylark mate o ditador, sendo assim a trama ganha um gás que beira a vulgaridade e adota o famoso humor negro.

Direção

A parceria feita entere Rogen e Goldberg existe desde o filme É o Fim (2013), acredito que acertaram na dose (bemmmmmmmm grande) e mexeram em feridas de um modo bastante revelador e criativo, coisa que até então, não tinha sido feita. O que torna mais engraçado no filme é como a Sony financia um projeto megalomaníaco e ao mesmo tempo alvo de críticas pesadas.

Elenco

A química entre James Franco e Seth Rogen já foi testada várias e várias vezes (é o quinto trabalho que fazem juntos). Porém a relação entre Skylark e o Jong se faz muito mais interessante do que a relação entre Skylark e Aaron.

Fotografia

O fotografo também é bem conhecido por Rogen e Goldberg, ele trabalhou com ambos em outras oportunidades como em É o Fim (2013) e Vizinhos (2014). O filme como um todo tem uma fotografia básica, não apresenta planos diferentes e criativos. Pelo contrário, planos majestosos (pelo menos os na Coreia do Norte) e alguns muito comuns em talk shows (cenas que ocorrem nos bastidores e no próprio show). Sem transições de cenas muito bem feitas. Esperava bem mais.

Trilha Sonora

É um dos pontos altos do filme. Pois uma música em específico, é bem explorada no sentido literal. Tão literal que James Franco faz uma das melhores cenas declamando Fireworks da Kate Perry. A trilha também tem sucessos do Guns N’ Roses, Scorpions e The White Stripes. Algumas músicas foram feitas para o filme também.

Considerações Finais

O filme não se pode levar total a sério e nem ser levado como uma ameaça. Pelo contrário, o tom humorístico e provocador escrachado denota que não se passa de ficção. Até porque não se aprofunda no governo do norte-coreano, em sua maioria, trabalha com rumores.