Em Conquistas Perigosas, Charlie Contryman, tem um dom de ver e falar com pessoas que já morreram, sua mãe morre e ele tem uma última conversa com a mesma e ela sugere que ele vá a Bucareste. Por um acaso, ele conhece Gabi, e se apaixona à primeira vista. Porém, Gabi (Evan Rachel Wood) tem um ex marido perigoso chamado Nigel (Mads Mikkelsen) e sua vida fica por um fio ao nutrir esse sentimento pela jovem.

Direção

Fredrik Bond, é um novo diretor que promete muitos bons filmes. Anteriormente, trabalhou com um dvd do artista, Moby e havia feito um curta-metragem chamado The Mood. Na época, o filme foi nomeado ao Golden Bear pela direção do filme.

Elenco

De início Shia aceitou o projeto e quase desistiu, seria substituido por Zac Efron. Que acerto na carreira de Shia, pois o filme é praticamente todo composto por ele e seu amadurecimento como personagem. Os personagens secundários também são interessantes e bem desenvolvidos. É bem compreensível essa paixão que Charlie tem por Gabi, pois ela é fantástica, misteriosa e muito diferente. Nigel é um bom “vilão” na trama, sempre um passo à frente de Charlie. O tom de mistério, suspense, ação e romance é muito bem equilibrado durante o filme. O carisma e a química entre os personagens se fez presente na tela.

Fotografia

Um dos pontos mais altos desse filme, sem dúvida, é a fotografia. Sempre muito bem composta e cheia de efeitos interessantes. A trama se passa em maior parte em Bucareste, a escolha dos lugares a serem filmados, tornou tudo mais interessante. Sempre bem ambientados e brincando com a profundidade de campo combinada com lindos close ups. Roman Vasyanov já fez a direção de fotografia em mais de 300 comerciais e mais de 13 filmes, incluindo curta-metragens. Inclusive será o diretor de foto de um filme que quero muito assistir, chamado Esquadrão Suicida (2016), que no momento, se encontra em pré produção.

Trilha Sonora

Pela experiência do diretor com o Moby, ele se fez muito presente na trilha sonora do filme. Tendo até músicas que é de difícil acesso pela internet (o que é uma pena, ou seja, não está ai na playlist). Gostei muito da trilha, pois há uma harmonia muito bacana entre imagem e som. Não sei se faria diferente, ficou realmente agradável.

Considerações Finais

Fiquei extasiada com o filme. Talvez tenha sido um dos mais interessantes e bonitos que vi em muito tempo. Ritmo bom, fotografia incrível, elenco bem selecionado, trilha sonora competente, edição primosorosa. Sem dúvida, Fredrik tem do que se orgulhar em sua estreia.

comentários

  1. Mais um filme que vc indica e eu ainda não vi! Mas isso é bom, pois minha lista só aumenta *_*
    Eu fiquei beeeeem curiosa com esse filme, até pq adoro o ator (desde a serie ‘Mano a Mana’ .. Vc assistia?) .. E adorei sua crítica! Volto assim que eu ver ok?
    Beijos,
    Carol

  2. Fico muito feliz em saber que ficou interessada. Esse é um dos propósitos das postagens 😀

    Beijos,

    Amy

  3. Ainda não vi, mais tem um enredo interessante, estou pensando em montar uma maratona de filmes para assistir mês que vem, quem sabe eu não inclua esse na lista?!
    bjokas!!

  4. Oi Amy!
    Não conhecia esse filme. De cara o me chamou a atenção foi ver o Mads Mikkelsen. Não acompanhava muito o trabalho do ator antes de Hannibal, mas ver o que ele conseguiu fazer com esse que é um dos meus personagens favoritos do cinema (e que eu nunca imaginei poder haver uma interpretação à altura da do Anthony Hopkins) mudou isso.
    Quando à premissa do filme, a parte sobre o protagonista falar com os mortos e se apaixonar à primeira vista não me despertou interesse, mas gostei da segunda parte da sinopse. Ainda assim, não sei se é um filme que daria prioridade a assistir.
    Achei a última foto do post belíssima.
    PS.: Aproveitando…você me perguntou em um comentário lá no Além da Contracapa qual era meu filme favorito do Hitchcock. É “Um Corpo que Cai”. Outros que também estão na minha lista de tops do diretor são “Festim Diabólico” e “Dique M para Matar” 😉
    Beijos
    alemdacontracapa.blogspot.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*