Amanhã é dia de Oscar, folks. Pensando nisso, a crítica de hoje é ao aclamado tanto pelo público quanto pela crítica, Birdman.

 

Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância) - Poster / Capa / Cartaz - Oficial 1Estreia no Brasil: 29 de janeiro de 2015

Em Birdman or (The Unexpected Virtue of Ignorance), Riggan (Michael Keaton) ex-astro de cinema que chegou ao auge da sua carreira dando vida ao Birdman. Ele resolve montar uma peça na Broadway na vontade de recenhecimento e prestígio (pos estava há 20 anos parado). Com atores com egos enormes e em meio a problemas familiares, Riggan ainda tem de lidar e ao mesmo tempo tenta se livrar de uma voz que “conversa” com ele a todo estante.

 

Roteiro

O roteiro é repleto de diálogos ácidos e deliciosos. É um filme lotado de bons diálogos, alguns mais interessantes do que os outros, mas que se tornam especiais e que fazem o expectador manter a curiosidade. O tom do filme é crítico, principalmente a Brodway e a fama. Hollywood também não fica de fora. Todo o ramo do entretenimento faz parte da trama, ou seja, temos uma grande aula de narrativa orquestrada por Iñárritu.

Direção (Iñárritu)

São “coladas” inúmeras referências cinematográficas no filme, uma das que mais me agradou e que no próprio pôster dá indícios, é a referência de Hitchcock presente no filme. Os longos planos sequências característicos do cineasta são incorporados. O talento de Iñárittu nunca foi difícil de engolir, pelo menos pra mim, sou fascinada tanto por Babel quanto por 21 Gramas.

Elenco

A melhor atuação que vi do Michael Keaton, está excelente no papel de Riggan Thomas, uma escolha irônica, pois o mesmo havia interpretado Batman nos anos 90 (filme dirigido pelo Tim Burton ♥) e desde então fez papéis inexpressíveis, o que aponta mais uma interessante correlação entre Riggan e o Birdman. Emma Stone, Naomi Watts e Edward Norton, embora coadjuvantes, se destacam muito na trama, principalmente o último que por alguns minutos, achei que iria ofuscar Keaton.

Fotografia

Um dos filmes com um dos melhores planos sequência já vistos no cinema. Adorei a fotografia do filme como um todo. Planos bem explorados, enquadramentos interessantes e que criam harmonia com o diálogo afiado e inteligente. A saturação de cores é algo que também me agrada e faz todo sentido na trama.

Trilha Sonora

A trilha é assinada por Antonio Sanchez, e confesso que ficou meio perdida a tantos acontecimentos da trama. Mas o destaque vai pra Almost Human e Claustrophobia. Muita bateria ♥ Como não amar? 😛

Melhores quotes

– Popularidade é a prima feia e pobre do prestígio.  – Mike Shiner

– People, they love blood. They love action. Not this talky, depressing, philosophical bullshit. – Riggan (como Birdman)

Considerações Finais

Acredito que Birdman será um dos filmes que mais conquistará prêmios no Oscar, junto com O Grande Hotel Budapeste. O passado injusto de Babel (2007) não ter ganho o prêmio maior no Oscar, pode ser compensado esse ano. Essa é minha torcida, ao menos.