Escola Noturna

ISBN-13: 9788581051970
ISBN-10: 8581051979
Ano: 2015 / Páginas: 336
Idioma: português
Editora: Suma de Letras

Quando todos estão mentindo, em quem você confia? Quando a adolescente problemática Allie Sheridan vai presa de novo, seus pais decidem que já estão fartos. Assim, ela é despachada para a Academia Cimmeria, um colégio interno bem distante dos seus amigos londrinos. A academia é uma bela construção, cheia de adolescentes lindos e milionários do tipo que viaja de jatinho, foi criado pela babá e só faz compras nos endereços mais exclusivos.

Em Escola Noturna, primeiro volume de uma trilogia, Allie faz novas amizades e conhece Carter, um rapaz solitário com quem ela sente uma conexão imediata.

Só que seus colegas, e talvez até alguns dos professores, estão protegendo um segredo sombrio. Quando o perigo começa a rondar os muros da escola e a violência se torna realidade, Allie terá que decidir em quem confiar, se quiser descobrir o que está acontecendo.

Introdução

Em Escola Noturna, Allie Sheridan, é uma jovem rebelde que adora uma boa encrenca. Agora, as coisas mudaram, pois seus pais cansados de seus problemas, dão o ponto final e a enviam para a escola Cimmeria, um internato onde aprenderá a se manter longe de problemas. Nessa escola, não é permitido contato nenhum com tecnologia e não se pode sair sem permissão. Tentando se adaptar ao novo ambiente e sentindo-se a todo momento deslocada, Allie está divida entre dois “amores” (opostos, pra variar). Sylvain (charmoso e “boa pinta”) e Carter (“garoto problema” e com qual todas as meninas costumam se apaixonar, pelo menos nos romances).

A parte mais legal da trama, são os mistérios e segredos ocultos que envolvem a escola Cimmeria. Lá não se pode confiar em ninguém. Um deles é o que leva o nome do livro, Escola Noturna, onde um grupo é selecionado para participar das aulas.

O primeiro de mais uma trilogia, mas confesso, essa vale realmente a leitura, principalmente, pelos mistérios que rondam Cimmeria e a Escola Noturna.

Sobre C.J. Daugherty

Ex-repórter criminal e jornalista investigativa, agora ela é uma escritora em tempo integral. No passado trabalhou em jornais, incluindo o, Savannah Morning News e o Dallas Morning News. Ela também publicou livros de viagens (Paris, Irlanda) para o Time Out e o Formers.

Ela ama: café, tacos, vinho, Game Of Thrones, 20’S, escrever, escrever e escrever. Confessa que não gosta de: viajar de avião, clubes noturnos, trânsito e sopradores de folhas.

Escola Noturna é o seu romance de estreia. O livro já foi traduzido para 22 idiomas.

Site oficial  // Facebook // Twitter // Youtube

Edições estrangeiras

12576579 16103765 23790944 20526731 17375352 17665121

Narrativa

O ritmo da narrativa é o ponto chave do livro. Claro que por ser o primeiro livro, somos introduzidos ao universo. Entretanto, os acontecimentos alcançam níveis bastante curiosos. Eu, adoro um bom mistério, Daugherty consegue fazê-lo com sensibilidade, sem exageros. O livro não é bastante detalhista, mas deixa o leitor curioso para o próximo capítulo. É aquele tipo de livro que você está prestes a ir pra cama, mas promete a si que vai ler somente mais um capítulo, quando se dá conta, o livro acabou.

Confesso que gostei mais do ambiente do que dos personagens em si. Como todo livro do gênero, os esteriótipos são bem próximos. Não há grandes novidades. Mas os segredos que são ocultos pela escola, fazem a trama valer cada segundo.

Diagramação/Capa

A edição que li, é a mesma que citei no skoob, porém, a primeira publicada no Brasil, tinha a mesma capa do primeiro na parte das edições estrangeiras. Super apoiei a mudança da capa, pois a harmonia dos livros ficou muito mais agradável e criativa. A diagramação está bem feita, não foram encontrados erros que comprometessem a leitura.

Considerações Finais

Escola Noturna é um livro intrigante, minha sorte, é ter a sequência. E vocês saberão amanhã, quando publicarei a resenha do segundo livro. Um livro direto, intrigante e que até poderia ter sido mais desenvolvido, porém, só lendo a continuação para entender o motivo da autora ter concluído dessa forma, eu não o faria diferente.

comentários

  1. achei a resenha interessante e o livro tambem, ja tinha visto a capa em alguns blogs mais até hoje ainda nao tinha me chamado atençao, gostei das capas estrangeiras, bem bonitas.

  2. eu acho mais bonita a capa antiga, mas no quesito série eu prefiro a capa nova fica mais parecido com a capa do segundo… eu não vou nem mentir comecei a ler sem muitas expectativas e pensando: “mais uma menina rebelde”, mas qd chega na escola que vira tudo um mistério eu simplesmente adorei!!
    só gostaria de descobrir qts livros vai ser a série

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*