Para Sempre Ana – Sergio Carmach 

Edição: 1
Editora: Caravansarai
ISBN: 9788589862516
Ano: 2011
Páginas: 336
Blog do autor: Sergio Carmach – Para Sempre Ana
Comprar: 35.90

Na mística Três Luzes, o leitor percorre inicialmente três momentos afastados no tempo, onde três homens, de três gerações da família Rigotti, experimentam situações-limite pela influência de uma mesma mulher: Ana. A partir daí, a narrativa o leva a uma instigante viagem, nem sempre linear, entre meados do século XX e o início do XXI, na qual os dramas, o passado, o verdadeiro caráter e os segredos de cada personagem são pouco a pouco desnudados. A trama é conduzida pela busca de Ana e pela busca por Ana, forasteira misteriosa que abala os triluzianos e cuja trajetória se funde à dos demais em uma história carregada de luzes e sombras. A busca de Ana arrebata as emoções; a busca por Ana arrebata os sentidos. E ambas surpreendem. Sempre que tudo parece esclarecido, detalhes antes considerados sem importância provocam uma reviravolta geral na história. Até o último capítulo. Descubra se os mais atordoantes segredos de Três Luzes estão mesmo nos céus ou no fundo da alma de seus moradores.

proibido

Introdução

Sergio Carmach é parceiro do Macchiato e disponibilizou gentilmente um minilivro para que esta resenha fosse feita. A sinopse me intrigou. Gosto de tramas que envolvem várias gerações. A premissa já desenvolve uma grande parcela da estória e cumpre o que promete. Envolve de maneira com que em poucas páginas, fique entregue aos mistérios e segredos dos habitantes de Três Luzes.

Narrativa

Sergio elabora uma narrativa muito intrigante e amarrada. Pois a cada capítulo algo novo e surpreendente é desvendado. A sensação é a de uma radionovela – o vento da noite,as discussões entre alguns personagens – evocam sensações mesmo que não tenham a grande intensão de serem sonoras . Os diálogos evocam surpresa.

A narrativa não é linear, ela vai e volta constantemente. Porém, tudo é bem especificado. Há uma lógica interessante nessas indas e vindas na vida desses personagens. Que são muitos, porém cada um tem sua particularidade bem delineada. É uma teia de relacionamentos no qual há muitos segredos (enlouquecedores) e confissões por parte dos mesmos.

Momento Macchiato

Não colocarei o quote dessa vez, pois a paginação é diferente do livro (li o minilivro). Porém, é o momento em que Cláudia entrega a carta – do Nestor Rigotti para o filho, Carlos Rigotti – a Ana. A personagem Ana, fiz questão de desenhá-la menor do que ela realmente era. Pois era um momento de muita tensão e no qual ela aparentemente sentia-se diminuída e envergonhada.

Considerações Finais

O que me agradou muito, foi o fato de que nenhum personagem é bom ou mal. Não há esse maniqueísmo muito comum nesse tipo de narrativa. Todos têm seus motivos e momentos. A ambientação da trama é muito convincente. A cada página somos transportados para aquela encantadora cidade.

Confesso que de início Ana não me parecia alguém muito agradável, mas aos poucos foi surpreendendo com seus segredos e sentimentos que são encantadores e corajosos, em sua maioria. Ana é corajosa e guerreira, pois nem tudo é o que parece (como havia dito, no começo Ana me parecia alguém frágil e coitadinha).

E esse jogo de mistério e ações surpreendentes que permeiam a trama e fazem com que Para Sempre Ana, seja uma boa leitura para todos que apreciam o gênero. Pois tem a oferecer momentos rápidos e sufocantes em contraste com momentos longos e proveitosos.

Feliz dia do leitor!

 

 

comentários

  1. Oi,fofolete!
    Bem,já li esse livro e posso dizer que me surpeendi bastante com ele.No início ele não prendeu muito a atenção,mas com o decorrer da leitura fui roendo minhas unhas.Cheguei a ficar estarrecida com algumas passagens,enfim,o livro é muito bom!
    E sua resenha confirmou isso!
    Bjs,gatona!
    Zilda Mara
    Cachola Literária

  2. Oie!

    Você pensa em tudo né? Até na hora de desenhar no tamanho da garota em relação aos sentimentos dela HJKGFHGJK Você é fantástica.

    Tem post novo no meu blog! Visita lá? *-*

    Bjonas!

    Fique com Deus <3

  3. Fiquei curiosa…pois não conhecia o livro muito bem, mas sua resenha apresentou melhor a obra! Parabéns, querida! Bks

  4. Adorei a forma como escreve.
    A resenha está ótima.
    Fiquei doida de vontade de ler *-*
    Sucesso!
    Beijos
    Jade

  5. Oi Amy,
    seu blog é fantástico.
    Adorei a resenha, ficou muito interessante.
    Vou procurar saber mais sobre o livro.
    XoXo

  6. Oi Aymee!! Li esse livro já há algum tempo e simplesmente adorei!!! Assim como vc, no início não curti muito Ana, mas com o tempo, isso se modificou e passei a admira-la cada vez mais.
    Ótima resenha ^^
    Beijos, linda semana =*

  7. Oi Amy!!!
    Adorei o post, e a resenha!
    É a segunda vez que leio um resenha desse livro, e me impressiono. A escrita deve ser boa!
    A estrutura formada deve ser maravilhosa!
    Tenho vontade de ler! Vou incluir na minha lista para esse ano!

    Beijos, até mais!

    enfimdeasasabertas.blogspot.com

  8. Oi, Amy.
    Amei demais sua resenha. Ela passa muito do que eu também senti quando li o livro. E adorei a forma criativa como o seu texto é estruturado. Parabéns!
    Esperamos você lá no Skoob!
    Bjinhos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*