Star Wars: Marcas da Guerra

ISBN-13: 9788576572787
ISBN-10: 8576572788
Ano: 2015 / Páginas: 408
Idioma: português
Editora: Aleph

Introdução

Em Marcas da Guerra, se passa em seis meses após a Batalha de Endor. A nova república está em busca de paz e acabar com o caos. Mas é claro, o Império praticamente fará de tudo para retomar o poder perdido após a batalha. O livro mostra o que aconteceu depois da destruição da segunda Estrela da Morte. Vemos o destino dos remanescentes e claro, um livro cheio de ação e situações intrigantes.

O livro foi mal recebido por muitos fãs mais antigos do universo expandido de Star Wars, pois esse é o primeiro instituído pela Disney. O livro ficou cheio de resenhas negativas em vários sites. Ele foi lançado nos EUA em Setembro e no Brasil em dezembro do ano passado. Como a Aleph é querida, enviou a prova do livro e pude ler tanto a prova quanto o livro de fato que veio num kit maravilhoso e que até hoje estou colocando Vader Vive pelas ruas e nas paredes de casa. #rebelde

Ele é o primeiro de uma trilogia que tem previsão de lançamento dos livros em 2016 (segundo volume) e 2017 (terceiro). Agora é esperar os próximos 🙁

Sobre Chuck WendigFoto -Chuck Wendig

Chuck é escritor de romances, roteiros e designer de games. Publicou muitos livros, incluindo Blackbirs, Atlanta Burns e a série Heartland. Atualmente vive nas florestas da Pennsyltucky com a esposa, o filho e um cão vermelho.

Edição estrangeira

25131600

Narrativa

Grande parte da narrativa se passa no planeta Akiva.

O livro além de trabalhar com personagens comuns aos leitores e fãs da série, conta com outros personagens bem curiosos na trama. Pensando na narrativa, alguns aparecem só por meio de flashbacks. No geral, todos os personagens tem um motivo ou outro pelo qual irar gostar e não gostar, mas meu favorito é a Norra Wexley, uma mãe que fica no duelo familiar e os deveres como rebelde que volta para o planeta Akiva para buscar o filho, Temmin. Também devo mencionar a Jas Emari, uma caçadora de recompensas que tem como missão capturar os líderes imperiais.

Adoro o fato de não ter um protagonista só e que todos os personagens tenham sua vez na trama, o que pode confundir a uns, pode ser esclarecedor a outros.

Diagramação e capa

Como sempre, Aleph capricha tanto na capa quanto na diagramação do livro. O trabalho com esse, foi primoroso.

Considerações finais

Marcas de Guerra, é um livro que trabalha questões que muitos jamais que imaginariam seriam ter desfechos. O único ponto negativo é o fato de ter que esperar pela continuação, mas confesso que estou bem animada e com boas expectativas dos próximos. Adorei a escrita de Chuck e de como trabalhou os elementos bem como os personagens pra esse livro. Espero encontrar grandes surpresas nos próximos volumes.