A Garota Sem Passado

ISBN-13: 9788580414912
ISBN-10: 8580414911
Ano: 2016 / Páginas: 304
Idioma: português
Editora: Arqueiro

Introdução

Em Garota sem passado, em uma pacata cidade chamada Silver Bay, foi assolada por um crime ocorrido em um domingo em 1991. Ramsey Miller, deu um festa para os vizinhos e logo após matou a esposa e a filha de 3 anos, Meg Miller. O que não sabem, é que a menina escapou. Ela usa o nome de Melanie Denison e passou os últimos 15 anos em uma cidadezinha com os seus tios. Melanie teve uma vida diferente, nunca viajou, nunca foi a uma festa na escola… seu pai, Ramsey, jamais foi encontrado e poderia estar a vigiando. Todo cuidado é pouco. Nem internet, Melanie tem acesso. Mesmo assim, ela se envolve com um jovem professor e acaba ficando grávida. Disposta a não dar a mesma vida que ela teve ao bebê, busca uma vida tranquila. Ela volta a Silver Bay com a única pista que possui para encontrar seu pai, antes que ele a encontre. Ela terá que lidar com um passado pelo que ficou “guardado” durante muitos anos pra poder entender e seguir em frente.

Foi com essa sinopse que me despertou o interesse. Posso dizer que a experiência foi muito positiva. Embora aja ressalvas.

Sobre Michael Kardos

Michael Kardos é escritor de romances e contos, que já foram publicados em revistas especializadas e lhe renderam diversos prêmios literários. Cresceu em Nova Jersey, formou-se em música na Universidade de Princeton e foi baterista profissional por muitos anos. Depois que terminou o doutorado, tornou-se um dos diretores do programa de escrita criativa da Universidade Estadual do Mississippi.

Edições estrangeiras

22536839 24960020 23642344

Narrativa

Lembra que eu disse que tinha ressalvas? Pois então… eu imaginava uma trama onde só “Melanie” conduzisse a trama. Infelizmente, ele adota a narrativa em terceira pessoa e Melanie divide a trama com Ramsey. Isso me provocou alguns incômodos. Principalmente, pelo fato de Ramsey ser tão enigmático e confuso. É um homem de múltiplas facetas e em alguns momentos, provocou muita irritabilidade, quase que como o autor tenta justificar tudo o que esse homem passou antes do que fatídico dia.

Melanie (Meg) toma uma decisão, que ao meu ver, põem tudo em risco. Jamais voltaria a um lugar onde quase morreu. Principalmente, ir atrás de alguém que tentou me matar. Mas entendo os objetivos dela, viver fugindo e privada de tudo e todos, não é saudável, é um ponto em que ela cansou de ter medo. Aos poucos, passei a admirá-la pela coragem em tomar tal atitude.

O desenvolvimento dos personagens secundários também é gradual, alguns aparecem mais dos que os outros, mas tem participações importantes durante a trama, não foram colocados ao acaso.

A trama é dinâmica, li em poucas horas, mas acredito que poderia ser bem melhor, se o desenvolvimento psicológico fosse feito através de uma narrativa em primeira pessoa.

Projeto gráfico

Adorei a capa do livro, tem muito da carga dramática presente na trama. A diagramação é simples, mas eficaz. A leitura não foi comprometida em nenhum momento.

Considerações finais

Garota sem passado, não deixa de ser um bom livro. A construção da problemática é natural e a condução é sutil, embora o desenvolvimento demonstre alguns descuidos.  Fiquei curiosa para ler os outros livros do autor, é um gênero que gosto bastante e que de certa forma, ele soube aproveitar pra criar uma história frágil, dramática e bastante “realista”. O leitor compra a ideia e vai de cabeça de encontro aos acontecimentos e descobertas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*