ISBN-13: 9788576651765
ISBN-10: 8576651769
Ano: 2006 / Páginas: 422
Idioma: português
Editora: Planeta do Brasil

Introdução

Em Paixão Índia, Anita Delgado está indo para Índia após um casamento muito simplório na Europa. Ela é uma jovem de 17 anos, é uma bailarina e está indo morar junto com seu marido.  Porém, ela não é a primeira esposa e as outras esposas dele não a recebem nada bem. O livro explora a vida de Anita, bem como os costumes e histórias de um país que é tão diferente aos nossos olhos.

É o primeiro contato com uma obra do Javier Moro, estava cheia de expectativas ao começar a leitura. Em alguns momentos, achei os relatos de Anita bem curiosos e em outros, carregados de futilidades. Mas a leitura não foi de todo o mal.

Sobre Javier Moro

JAVIER MORO (Madri, 1955) colabora desde muito jovem com a imprensa nacional e estrangeira. Viveu muitos anos nos Estados Unidos, onde trabalhou como roteirista com diretores como Ridley Scott. É autor de vários romances, entre os quais se destacam Caminhos de liberdade, O pé de Jaipur e As montanhas de Buda, lançados pela Editora Planeta.

Edições estrangeiras

183711 1199119 6373718 7142512 15902161 17568017

Narrativa

A leitura foi bastante lenta, confesso que um livro de 400 páginas quando me empolgo, é devorado em 2 dias. O que não aconteceu com este.

Infelizmente, foi uma narrativa bastante descritiva e que aos poucos, cansam o leitor com detalhes que pouco contribuem para o seu entendimento. Em muitos momentos, tive a sensação de estar sendo enrolada em algo que definitivamente, não progredia.

Pelo lado positivo, a narrativa em alguns momentos aborda momentos históricos da Índia e mais uma vez pude ter contato com uma cultura que respeito e admiro bastante.

Anita sofre, bastante durante a narrativa. A adaptação dela não acontece de uma hora para a outra. Apesar disso, é bastante dedicada e tenta aprender a todo momento. Uma vida bastante solitária, pois as outras esposas a viam como uma ameaça a cultura, ou seja, bem conflitante.

Projeto gráfico

Gostei bastante do projeto gráfico do livro. É uma reimpressão e me pareceu bem executada. A diagramação é confortável e a leitura fluiu muito melhor em razão disso.

Considerações finais

Paixão Índia, foi um livro que me agradou em alguns aspectos, mas em outros, deixou a desejar. A narrativa de Javier Moro é bastante arrastada e cheia de detalhes que não contribuem muito pra narrativa, pelo contrário, acabam em descrições que “brecam” a leitura pelo exagero. Uma narrativa que aborda amor, perdão, traição e muito sofrimento. Um cenário totalmente atípico aos nossos padrões, mas que é uma história real, da princesa de Kapurthala.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*