Alucinadamente feliz

ISBN-13: 9788580579314
ISBN-10: 8580579317
Ano: 2016 / Páginas: 352
Idioma: português
Editora: Intrínseca

Introdução

Quando fui ao evento sobre os lançamentos da Intrínseca, esse livro me ganhou pela capa e pela sinopse que foi contada durante ele. É um livro bastante curioso e ao mesmo tempo, me deixou coberta de expectativas boas. E o que posso adiantar? Ele é bastante divertido. São poucas vezes que me pego rindo durante a leitura. E definitivamente, acho que vou para o inferno. Se ele realmente existir.

Em Alucinadamente Feliz, você encontrará uma coletânea de textos escritos por Jenny Lawson. Através dessas crônicas, temos o cotidiano nada comum da autora, já que sofre de depressão, ansiedade, artrite e transtorno de personalidade esquiva.

Sobre Jenny Lawson

Foto -Jenny Lawson

Jenny Lawson é autora best-seller do The New York Times e criadora do The Bloggess, blog que a tornou amplamente conhecida pela maneira franca de falar sobre seus dilemas com a depressão e os distúrbios mentais. Alucinadamente feliz é seu segundo livro publicado.1, 2, 3, 4, 5, 6

1 Jenny gostaria que a última linha fosse “Escreveu um grande número de best-sellers”; no entanto, a editora insistiu que ela deixasse claro que, além deste, só há um único outro livro. Mas Jenny gostaria de ressaltar que “um” pode ser um grande número.
2 A editora resmunga pedindo desculpas por ser tão pedante e literal.
3 Jenny aceita as desculpas e se oferece para comprar bebidas e gatinhos para todos os envolvidos.
4 A editora recusa a oferta gentil de gatinhos de graça e garante que não há rancores.
5 A autora avisa que é tarde demais, porque os gatinhos já foram enviados.
6 A editora alerta o setor de expedição para ficar de olho em embalagens com furinhos.

Narrativa

A narrativa tem um humor fora do comum, em alguns momentos, achava que Jenny era uma personagem, são tantos acontecimentos engraçados, que fica difícil acreditar que realmente aconteceram. Como por exemplo, alugar bichinhos “selvagens”, ganhar um guaxinim… a narrativa tem idas e vindas, alguns momentos são incrivelmente engraçados e outros são bem pesados. Mas, a leitura como um todo foi tão prazerosa que ao terminá-lo, me senti íntima da autora. A forma como Jenny lida com seus problemas é algo admirável, pois torna sua vida mais leve. Ser feliz é o melhor remédio.

Projeto gráfico

Essa capa é algo a ser discutido. O título é totalmente plausível com a imagem. É bonito e provoca um acesso de riso até em que não leu. Li o livro enquanto ia pro trabalho e no metrô observava as pessoas olhando pra capa e comentando. A diagramação interna é cuidadosa, a leitura foi bastante agradável por conta disso também. A edição possui fotos e imagens que ilustram alguns momentos e adoro esse tipo de recurso dentro da narrativa.

Considerações finais

Alucinadamente Feliz, é um livro que me marcou bastante. Adoro não-ficção e são poucas as vezes que tenho oportunidade de resenhá-los pra vocês. Muitos deles, acabo deixando passar por aqui por achar o assunto específico demais. Porém, esse livro me chamou bastante atenção e tenho certeza que muitos de vocês vão se interessar. É uma oportunidade impar de compreender alguém que possui doenças que muitas das vezes são vistas como frescura. Depressão é uma doença séria, mas que nem sempre é levada de tal forma. É preciso o apoio daqueles que amam e ajuda muito em todo o processo. O humor que Jenny possui é raro.