Fazer aniversário no mesmo dia que seu ídolo não pode ser tratado apenas como uma coincidência. Por isso, Dirce Mello escreveu o livro Eu e Chico – Sete anos na mais fina companhia, misturando a sua admiração pelo músico, dramaturgo e escritor Chico Buarque de Holanda, e a ficção de um encontro com ele, com quem “troca” histórias numa conversa amistosa.

Tendo como pano de fundo o Rio de Janeiro, com tom coloquial e despretensioso na língua do “carioquês” raíz, Dirce criou um texto de narrativa leve e tranquila. É como se ela e Chico estivessem sentados em um jardim proseando e o resultado é uma obra alegre, divertida e bem- humorada, capaz de entreter e relaxar. Apesar de ser uma história imaginativa, Dirce faz parecer que são amigos de longa data, que conhece o artista há anos e intimamente pela vida inteira, o que dá ao livro uma atmosfera de sensibilidade e prazer. Trocando experiências, ideias e outras reflexões, Dirce e Chico participam de uma história divertida que vai encantar qualquer leitor.

Sobre a autora: A carioca Dirce Mello, nascida aos 19/06/50 como Dirce de Melo Teixeira, trabalhou com educação, arte e Serviço Social, aposentando-se como professora doutora (PUC/SP e UAB/ES) do DSS/UFPB. Continuou formações voltadas ao autoconhecimento e expansão da consciência, sendo terapeuta pelos métodos do Pathwork®, Constelações Familiares, Mãos de Luz e Florais de Bach. É mãe de três filhos e mora ao lado da restinga da Marambaia.