O livro é, cada vez mais, uma grande opção de presente para todas as idades. Principalmente para crianças e adolescentes, que ainda estão formando a sua personalidade nesse mundo tão cheio de opções e armadilhas digitais. Ler é tão importante que se tornou uma recomendação médica internacional, apoiada pela ONU. A Sociedade Brasileira de Pediatria lançou no Brasil a campanha “Receite um livro”, para estimular os pediatras, pais e mães a lerem com as crianças.

Cristiane Mateus, editora de literatura da Editora Positivo, mestre em literatura e especialista em livros e literatura infantil e juvenil pela Universidade Autônoma de Barcelona, afirma que escolher bons livros é fundamental. “A escolha certa possibilita a formação do hábito de leitura. É um caminho que leva o leitor a desenvolver a imaginação, emoções e sentimentos de forma prazerosa e significativa”, ressalta.

Mas como escolher a obra certa? A especialista dá algumas dicas: “Em primeiro lugar, é preciso escolher literatura de boa qualidade para crianças e saber diferenciar esse tipo de obra das demais. Há ótimos livros didáticos, por exemplo, mas eles não são literatura. Para escolher bons livros não há uma receita, mas é possível encontrar critérios. A idade cronológica de um leitor é apenas um dos parâmetros. As editoras costumam sugerir idades, o que é válido, mas é preciso comparar essa sugestão com a criança real que receberá o livro. A idade também pode indicar o nível de alfabetização. Uma criança não alfabetizada necessitará de um mediador – e isso deve ser levado em consideração. Mais do que a idade e o tema, é a linguagem, misteriosa e rica, que precisa pesar na hora da escolha. Na dúvida, leve um livro difícil e desafiador. Vale lembrar que muitos livros literários são para todas as idades”, esclarece.

Com a curadoria de Cristiane Mateus, aqui vão cinco dicas de bons livros para presentear nesse Dia das Crianças:

1 – Era uma vez…

(para todas as idades – Editora Positivo – R$ 56,90) – As histórias clássicas como Chapeuzinho Vermelho, Alice no País das Maravilhas, Pinóquio, Peter Pan e outras são recriadas pelo ilustrador Benjamin Lacombe neste livro em páginas pop-up, que ao se abrirem formam desenhos em três dimensões. Também é uma boa opção para os adultos contarem as histórias para as crianças enquanto manuseiam o livro.


2 – Haicais visuais

(a partir de 9 anos – Editora Positivo – R$ 41,90) – Inspirado em haicais, mas só que sem palavras, apenas desenhos que formam histórias curtas e deliciosas. Usa personagens reais ou fictícios tão diversos como o pintor René Magritte e o King Kong. Este finalista do Prêmio Jabuti de 2016, escrito por Nelson Cruz, é um livro surpreendente que introduz as crianças no mundo das artes.


3 – Mar 

(a partir dos 6 anos – Editora Positivo – R$ 56,90) – Marianne Dubuc cria neste livro sem palavras uma história empolgante em que um gato persegue por dezenas de páginas um peixe vermelho. As crianças vão adorar as ilustrações e também aprender sobre presa e predador e a luta pela vida e pela liberdade. Várias histórias podem surgir de uma única página, dependendo apenas da imaginação de quem abrir o livro.


4 – O Barco dos Sonhos

(a partir dos 9 anos – Editora Positivo – R$ 41,90) – O que é realidade e o que é imaginação? O autor Rogério Coelho ganhou o Prêmio Jabuti de 2016 como melhor ilustração de livro infantil ou juvenil com esta obra de imagens. Revela a magia que pode surgir de uma folha em branco, dependendo de quem a vê. Um deleite para os olhos e para a imaginação.

 


5 – O leão e o pássaro 

(a partir dos 6 anos – Editora Positivo – R$ 45,90) – Mais uma sugestão da autora Marianne Dubuc sobre um leão que encontra um pássaro machucado em um dia de outono. Pode surgir uma amizade entre os dois? Pois é justamente a amizade que a obra ajuda a discutir enquanto apresenta as estações do ano e fala sobre sentimentos de bem querer e de desapego.

Sobre a Editora Positivo:

Fundada há 37 anos, a Editora Positivo tem a missão de construir um mundo melhor por meio da educação. Tendo as boas práticas de ensino como seu DNA, a Editora especializou-se ao longo dos anos e tornou-se referência no segmento educacional, desenvolvendo livros didáticos, literatura infantil e juvenil, sistemas de ensino e dicionários. A Editora Positivo está presente em milhares de escolas públicas e particulares com os seus sistemas de ensino. Amplamente recomendados pela área pedagógica e reconhecidos pelos seus resultados, os sistemas foram criados de modo a atender a realidade de cada unidade escolar. Para a rede pública a editora disponibiliza o Sistema de Ensino Aprende Brasil. Já as escolas particulares contam com o Sistema Positivo de Ensino. Cerca de 2 milhões de alunos utilizam os sistemas de ensino da Editora Positivo, em escolas públicas e particulares, no Brasil e no Japão.