As Sobreviventes

ISBN-13: 9788582354629
ISBN-10: 8582354622
Ano: 2017 / Páginas: 336
Idioma: português
Editora: Gutenberg


Introdução

Considerado por Stephen King (rei ♥) o melhor thriller do ano… será que não é o suficiente para eu ir atrás e começar a leitura o quanto antes? Foi o que fiz.

Em As Sobreviventes, Quincy, que sobreviveu ao Massacre do Chalé Pine (há dez anos atrás), onde todos os seus amigos da faculdade foram mortos. Ela não se lembrava de quase nada da noite do crime, apenas memórias, flashes de acontecimentos sobre a chegada ao local e como foi salva por um policial enquanto tentava escapar pela floresta. Ela pertencerá um grupo de garotas que sobreviveram a tragédias tão semelhantes com o caso dela. Quincy passa a pertencer a um grupo de sobreviventes de chacinas que ocorreram em lugares diferentes dos EUA. Lisa, perdeu nove amigas esfaqueadas na universidade. Samantha, enfrentou um assassino que estava no hotel onde ela trabalhava. Quincy seguiu em frente, é uma blogueira de culinária de sucesso, tem um namorado que é bastante carinhoso e uma amizade com Coop, o policial que a salvou daquela terrível noite. Tudo muda quando Lisa é encontrada morta na banheira de sua casa com os pulsos cortados. Samantha surge na porta de Quincy e ambas vão ter que revirar os seus passados. Com a morte de Lisa, Quincy terá que lembrar do que realmente aconteceu e é claro, isso não será da noite para o dia.

Sobre Riley Sager

Riley Sager (pseudônimo) é natural da Pensilvânia. Escreve e trabalha em edição e design gráfico.
Final Girls é o seu primeiro thriller e foi um verdadeiro êxito, tendo sido publicado em mais de 20 países. Além de escrever, Riley adora ler, ver filmes e cozinhar. Atualmente, vive em Princeton, Nova Jérsei.

Edições estrangeiras

32796253 30215662 35440999 35668583 36245214

Narrativa

A narrativa é feita em terceira pessoa, o que torna a leitura um pouco mais aberta para os acontecimentos que são destrinchados. E alterna dando voz a Quincy buscando seu passado em seu atual momento, dando um pouco mais de ritmo para o leitor seguir a diante. A trama consegue cativar o leitor desde o primeiro capítulo. A sequência de acontecimentos torna a leitura ainda mais instigante e não perde seu brilho até a sua conclusão. A fluidez com que Riley escreve, torna tudo ainda mais intenso. São pessoas comuns, situações realistas e que tornam a leitura bastante convincente. É uma trama de altos e baixos, o psicológico de Quincy e o desenvolvimento dos personagens acontece de forma gradual, o suficiente para o leitor ter um maior contato com tudo o que acontece.

Projeto gráfico

Adorei o projeto gráfico, bem condizente com a trama. Nele temos muitos dos aspectos principalmente o início da narrativa. A diagramação está bem confortável e a leitura não foi prejudicada em nenhum aspecto.

Considerações finais

As Sobreviventes, foi uma surpresa boa, uma indicação do mestre King e que no fim, me surpreendeu em vários aspectos. Tanto na qualidade da escrita, quanto a própria trama em si. Se procura algo que não é previsível aos olhos de um leitor ávido por thrillers, esse é o livro. 336 páginas de uma narrativa convicente e bem estruturada. Uma obra facilmente adaptada para o cinema (minha torcida para que alguém compre os direitos).