O novelo do verbo

ISBN-13: 9788555078323
ISBN-10: 8555078326
Ano: 2017 / Páginas: 140
Idioma: português
Editora: Fragmentos

Introdução

Vocês tem o costume de ler poemas? Eu tenho. Desde pequena fui encantada por livros de poemas e poesias e ficava encantada como em tão poucas palavras podemos expressar tantos sentimentos.

Em O Novelo do Verbo, somos convidados a entrar no emaranhado dos primeiros poemas de Guerra. Versos intensos, apaixonados e cheios de sentimentos que levam o leitor a um mundo único e ao mesmo tempo presente em nosso cotidiano de forma atemporal e bastante reflexiva.

Sobre Guerra

Foto -Diego Guerra

Diego Guerra, quem assina seus trabalhos por GUERRA, nasceu em 1995, natural de Ribeirão Preto – SP. Atualmente, vive em São José do Rio Preto – SP, onde cursa Licenciatura em Letras, pela Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” – UNESP, com habilitação em Língua Portuguesa e Inglesa, e desenvolve sua pesquisa na área da Literatura Brasileira.

Narrativa

A narrativa se atém a promover sentimentos e reflexões sejam situações de saudade, amor, fé e por aí vai. Guerra tem bagagem em sua escrita, um repertório que agrada o leitor mais jovem e o que já não está tão jovem assim. O ato de colocar sentimentos e descrevê-los em palavras, não é uma tarefa fácil, mas Guerra faz com maestria.

O que mais me agrada em ler poemas é que às vezes temos reflexões muito mais intensas com elas do que com romances de 500 páginas. É o que acontece ao ler este livro em específico, somos convidados a entrar em um universo intenso, cativante e em alguns momentos, nostálgico.

Projeto gráfico

O projeto ficou bastante interessante, desde a concepção da capa quanto na diagramação. O livro tem um conceito e não foge disso em momento algum, tornando a leitura ainda mais prazerosa.

Considerações finais

O Novelo do Verbo, foi uma experiência agradável e muito curiosa. Guerra tem o domínio da formação de seus versos e de seus pensamentos. Deixando a leitura muito fluída e convence o leitor da melhor forma: com sentimentos legítimos e reflexões pós leitura. Ainda não se aventurou lendo poemas? Eu sugiro que reveja seus conceitos lendo O Novelo do Verbo.