Juntando os PedaçosISBN-13: 9788555340246
ISBN-10: 8555340241
Ano: 2016 / Páginas: 392
Idioma: português
Editora: Seguinte


 

Introdução

Demorei um bastante para ler este livro, embora eu tenha deixado ele na minha lista por um bom tempo. Criei vergonha e acabei comprando para ler assim que eu tivesse um tempinho livre. E me arrependi de não ter lido antes, pois é um livro muito interessante e inspirador. Tive a oportunidade graças a editora, de conhecer Niven alguns anos atrás, a escritora é um amor de pessoa e consegui conversar um pouquinho com ela, uma surpresa e tanto. É muito bom ter esse contato com autor e descobrir que além de ter escrito algo bom, a pessoa é receptiva e carismática, ganha pontos a mais por isso. O primeiro livro da autora publicado por aqui, foi Por lugares incríveis.

Em Juntando os pedaços, Jack é é um jovem que possui uma doença rara, chamada Prosopagnosia, ela atinge uma região do cérebro que dificulta o reconhecimento facial até de pessoas próximas. Libby, é uma garota vivencia um drama social bem carregado, perdeu uma pessoa muito importante na infância e usa a comida como válvula de escape. O destino une os dois em uma situação bem complexa. Vidas opostas, que vem para somar um ao outro. Um livro sobre assuntos pesados, mas que carrega grandes momentos. Principalmente de superação. Se tem alguém capaz de escrever um livro tão tocante como esse… só poderia ser a Niven.

Sobre Jennifer Niven

Foto -Jennifer Niven

Jennifer Niven é autora de Por Lugares Incríveis, best-seller do New York Times traduzido para mais de 35 línguas. Também escreveu quatro romances para adultos, três livros de não ficção e o roteiro de Por Lugares Incríveis para o cinema. Cresceu em Indiana e atualmente mora em Los Angeles.


Narrativa

Sabe aquele tipo de livro que envolve de primeiro momento? É este livro. Embora tenha sido publicado em 2016, eu precisava falar sobre ele com vocês. Pois o tema central do livro, é uma discussão frequente e importante de ser levada em consideração. O preconceito, a gordofobia, é algo que é muito presente no nosso cotidiano e sem querer, alguns comentários podem acabar com o dia de alguém. Jack é um garoto que tem medo, medo de sofrer bullying, medo de virar piada. Libby, é o contrário de Jack, embora sofra com seu peso e os comentários, ela tem coragem e segue a diante. Jack é um personagem que eu demorei a compreender, mas ele está presente em vários humanos por aí. Leva muito a sério a opinião de terceiros, com o que põe até suas convicções em jogo. O amor próprio faz bem a saúde, acaba sendo um reflexo da sua personalidade que as pessoas notam. Não em excesso, mas o livro querendo ou não passa a mensagem de que você é único e maravilhoso do jeito que é. E quando menos esperar, vai saber que alguém gosta de você. E que você é especial, não importa o que os outros digam ou pensem.

Assuntos sérios são tratados de modo muito leve e envoltente. Os questionamentos são pertinentes e tornam a leitura ainda mais prazerosa.

Projeto gráfico

Simples, elegante e direto. Niven não precisa de muito para vender, principalmente quando já leram o livro anterior a este. A diagramação é agradável e não atrapalhou a leitura.

Considerações finais

Juntando os pedaços, é outro acerto de Niven. Um livro tocante, moderno, cheio de amor e muito bem pensado. Narrativa ágil, apaixonante e elaborada. O famoso nada como um dia após o outro, cabe perfeitamente na narrativa. Espero ler outros livros da Niven num futuro breve.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*