Jogos Vorazes – Suzanne Collins

Jogos Vorazes

Edição: 1
Editora: Rocco
ISBN: 9788579800245
Ano: 2010
Páginas: 400
Tradutor: Alexandre D’Elia
Comprar: R$ 23,10

Após o fim da América do Norte, uma nova nação chamada Panem surge. Formada por doze distritos, é comandada com mão de ferro pela Capital. Uma das formas com que demonstram seu poder sobre o resto do carente país é com Jogos Vorazes, uma competição anual transmitida ao vivo pela televisão, em que um garoto e uma garota de doze a dezoito anos de cada distrito são selecionados e obrigados a lutar até a morte! Para evitar que sua irmã seja a mais nova vítima do programa, Katniss se oferece para participar em seu lugar. Vinda do empobrecido distrito 12, ela sabe como sobreviver em um ambiente hostil. Peeta, um garoto que ajudou sua família no passado, também foi selecionado. Caso vença, terá fama e fortuna. Se perder, morre. Mas para ganhar a competição, será preciso muito mais do que habilidade. Até onde Katniss estará disposta a ir para ser vitoriosa nos Jogos Vorazes?

Introdução

Infelizmente não foi uma MARAVILHOSA viagem, como pensei que seria. Ouvi somente boas críticas a favor do livro. E acabei superestimando sua capacidade de entreter. Vivi alguns momentos bons, mas foram poucos diante de tantas “impossibilidades” que ocorrem durante o livro. Eu tinha uma concepção inicial que foi quebrada facilmente. Pois a trama começa com algo tão poderoso e  repleto de carnificinas, pensei que as coisas pegariam fogo mesmo. O que encontrei foi algo totalmente diferente do que esperava, o que não me agradou.  A edição é muito simplória pelo preço estabelecido pela editora, o que desmotiva mais a compra do mesmo. A própria capa é colada e se não tiver o cuidado você arranca ela num piscar de olhos. É apenas uma crítica construtiva ao acabamento dado pela editora. Os preços altos não justificam a qualidade do exemplar chegou em casa.

Narrativa

Que ele realmente é bem escrito: Não tenho dúvida! O que pecou foi a somatória de momentos de sorte que ocorre com os protagonistas. Fiquei em dúvida se era algo que os escolhidos almejavam ou não. Pois ganhar os Jogos Vorazes requer uma somatória de habilidades e que pós vitória promete uma vida mais digna aqueles que venceram. É um livro que possui muitas ações e poucas descrições o que deixa muito amplo quando tenta imaginar e adentrar a trama com bastante dificuldade. Tem um emaranhado de “enche linguiça” e poucos momentos primordiais e interessantes. Gosto como a autora conduz esses jogos lembrando os realitys e o poder deles sobre comandar os participantes, sem pudor e provocando situações para que os participantes se agitem e lutem pelas suas vidas. Outro ponto da trama que me iludiu foi o personagem Peeta, que me agradou até certo momento e caiu no meio conceito pela “aguadiçe” e pela sensação de estar sendo falso com Katniss em prol da audiência. Gale em poucas páginas me conquistou muito mais pelo carinho e pelo respeito a protagonista.

Momento Macchiato

‘Effie me obriga a dizer uma centena de frases banais começando com um sorriso, enquanto estou sorrindo ou terminando com um sorriso. Na hora do almoço os músculos de meu rosto já estão se contraindo devido ao excesso de uso.

– Bem, isso é o melhor que eu consigo fazer – diz Effie, com um suspiro. – Mas lembre-se Katniss, você quer que o público simpatize com você.

– E você acha que eles não vão se simpatizar?

– Não se você ficar olhando para eles com essa cara raivosa o tempo todo . Por que você não guarda essa fúria para a arena? Em vez disso, imagine que você se encontra entre amigos – sugere Effie’ – pág 127.

Considerações Finais

Tem tudo para ser o queridinho de todos. Já que iremos ficar orfãos de Crepúsculo – que terá o seu último filme no final desse ano – e dar adeus a saga de vampiros e lobisomens que contaminaram as telas. Agora a moda é ser tributo.

Filme

O filme apresenta uma versão bem completa do que acontece no livro, só que de um jeito muito mais eletrizante, onde não há ações no livro, foi literalmente cortado.Há uma empolgação e um brilhantismo que dificilmente era perceptível na leitura. Ver Katniss e Peeta em ação foi muito mais divertido e proveitoso.Para quem gostou do livro, provavelmente vai gostar igualmente, pois não faltou nada importante a ser incorporado. Foi uma ótima adaptação. Acertaram na escolha dos personagens, da equipe técnica e da trilha sonora.

Um dos pontos altos do filme é a direção de arte, a quem compete à maquiagem, o figurino e os cenários que são feitos para serem usados no filme. Os vestidos de Katniss são muito bem trabalhados e deixaram todos com os olhos brilhando não somente isso acontece durante o filme, os próprios expectadores ficam babando na qualidade que as joias, pedrarias e maquiagens que são o ponto forte do filme.Os cenários futurísticos também são um encanto a mais para o filme. O lugar onde os tributos treinam, seus quartos e salas são de causar inveja em muitos milionários. Servirão de inspiração para muitos designers. A última maquiagem de Katniss onde ela usa borboletinhas nos olhos virou uma febre nos EUA. Agora vendem em lojar comuns e muitos dos fãs da série já possuem os seus. A criação do acessório foi feita pelo filme e decidiram vender esse acessório para as fãs. Quem vai querer?

Quem ainda não foi assistir não sabe o que está perdendo.