Um Lugar para Ficar

Edição: 1
Editora: Novo Conceito
ISBN: 9788581630199
Ano: 2012
Páginas: 272

O relacionamento de Clara com Christian é intenso desde o começo e diferente de tudo o que ela já havia experimentado. No entanto, o que começa como um grande afeto rapidamente se transforma em obsessão, e já é muito tarde quando Clara percebe que as coisas foram longe demais e que Christian está disposto a fazer de tudo para ficar ao seu lado. Então, Clara parte da cidade e Christian fica para trás. Ninguém sabe onde ela está, mas, mesmo assim, Clara ainda luta para se livrar do medo. Ela sabe que Christian não vai permitir que ela suma tão facilmente. Não importa para onde ela vá, nunca será longe o bastante…

proibido

Introdução

Foi um dos lançamentos que mais me interessou quando li a sinopse. O livro tem uma narrativa agradável, realista e de certo modo, premeditável.

Narrativa

A narrativa de Deb é suave e tem um tom de confissão, Clara inicia o livro contando sobre como comenheceu Christian e como o relacionamento de ambos passou a ser caótico e doentio. Um relacionamento que veio de um momento inusitado na vida, se conheceram num jogo entre suas escolas. Desde então estavam sempre juntos. O ponto que menos me intrigou é que Clara se muda pra uma cidade e passa a conviver com os moradores e com várias supresas e segredos. O pai de Clara é alguém bem importante pra trama, pois ele acolhe e ao mesmo tempo guarda segredos pra própria filha que serão desvendados aos poucos. A leitura flue bem, mas não passa nada além do que já não tenha visto em outro livro de uma autora americana. Um lugar com um cenário invejável, personagens dualistas e uma menina que ao mesmo tempo tem garra, corre na primeira oportunidade. Esperava bem mais. Deb utiliza de alguns artíficios para que o leitor se entretenha e conheça um pouco mais dos mistérios que a cidade nos proporciona, mas isso fica batido e aos poucos sem graça. É uma leitura de entretenimento, um drama com final premetidado. Um livro pra se ler e pouco absorver.

Momento Macchiato

“É estranho quando você acorda com a luz do dia e enxerga o terror fazendo parte dos seus sonhos” – pág167

Considerações Finais

Em vários modos ele foi bem decepcionante, porém a narrativa – ou seja – o modo como autora conduz a trama seja um diferencial, pois é muito bem escrito. Apesar de não apresentar algo novo dramáticamente, apresenta um modo mais leve de se ler algo desse tema, sem passar dos limites e dar ao leitor os nuances de um relacionamento que beira a anualação de indivíduos que passam a ser um só. Trágico mas em panos frios.