Lola e o Garoto da Casa ao Lado – Stephanie Perkins 

Lola e o Garoto da Casa ao Lado

Edição: 1
Editora: Novo Conceito
ISBN: 9788581630533
Ano: 2012
Páginas: 288

A designer-revelação Lola Nolan não acredita em moda… ela acredita em trajes. Quanto mais expressiva for a roupa — mais brilhante, mais divertida, mais selvagem — melhor. Mas apesar de o estilo de Lola ser ultrajante, ela é uma filha e amiga dedicada com grandes planos para o futuro. E tudo está muito perfeito (até mesmo com seu namorado roqueiro gostoso) até os gêmeos Bell, Calliope e Cricket, voltarem ao seu bairro. Quando Cricket — um inventor habilidoso — sai da sombra de sua irmã gêmea e volta para a vida de Lola, ela finalmente precisa conciliar uma vida de sentimentos pelo garoto da porta ao lado.

proibido

Introdução

O tão aguardado livro da autora norte-americana Stephanie Perkins, chegou ao mercado brasileiro no dia 15 de novembro. Como minha curiosidade aguçada pelas histórias da autora é grande, a leitura foi num passe de mágica. Perkins, consegue contar uma historia belíssima e digna dos contos de fadas majestosos da Disney.

Narrativa

Utilizando dos mesmos artifícios de Anna e o Beijo Francês , Perkins nos conta a história de Lola (Dolores), uma menina no auge dos seus 17 anos, carismática, estilosa e com o talento nato para a moda. Na trama a volta dos vizinhos antigos – os gêmeos Cricket e Calíope – estão de volta. Sendo assim, sentimentos do passado são remexidos e voltam à tona. Com uma narrativa leve e em primeira pessoa, o livro tem um conteúdo muito próximo do primeiro livro da autora, Anna e o Beijo Francês. Vale destacar que Anna e St. Clair tem uma participação que só externa aquele sentimento gostoso de sua obra anterior. Lola os vê como um modelo a ser seguido. A relação entre as duas histórias são intermediadas pelos ambientes em que os personagens estão inseridos. Anna trabalha com Lola num cinema. St. Clair e Cricket moram no mesmo alojamento estudantil. Aos que leram o livro anterior, terão a imensurável saudade do casal.

Lola e Cricket são tão carismáticos quanto Anna e St. Clair. Vocês devem estar se perguntando: qual o impedimento desse casal? Bom, Lola seguiu sua vida enquanto Cricket estava longe e quando ele volta ela tem de tomar decisões sobre sentimentos que estavam guardados durante esse tempo. A questão a decidir é qual garoto realmente há faz feliz. Seu atual namorado, Max – homem de 22 anos, rockeiro e apaixonado por ela ou Cricket – seu ex-novo-vizinho geek que a deixou mal depois foi embora sem ao menos se despedir.

Aos poucos o carinho por Cricket aumenta e na mesma intensidade o leitor acaba escolhendo por ela. Perkins consegue agradar o leitor de forma tão conto de fadas que é impossível não ficar encantado com o que propõe.

Momento Macchiato

“- Era uma vez uma garota que conversava com a Lua. E ela era misteriosa, era perfeita, daquele modo como são as garotas que conversam com a Lua. Na casa ao lado, vivia um garoto. E o garoto observava a garota se tornar cada vez mais perfeita, cada vez mais bonita a cada ano que se passava. Ele a observava enquando ela observava a Lua. E ele começou a se perguntar se a Lua poderia ajudá-lo a desvendar o mistério da linda garota. Foi aí então que o garoto olhou para o céu. Mas ele não conseguia se concentrar na Lua. Ficava distraído demais com as estrelas[…]” – pág 277

Considerações Finais

Depois dessa resenha e quote, tá esperando o que? Leia Lola e o Garoto da Casa ao Lado. Ou melhor, participe da promoção que começa hoje e vai até dia 22/12. Clique no link e participe. o/ 

Clique aqui para participar

… boa sorte!