The Walking Dead – A Ascensão do Governador – Robert Kirkman e Jay Bonansinga 

twd_review

Edição: 1
Editora: Galera Record
ISBN: 9788501097156
Ano: 2012
Páginas: 361

No universo de The Walking Dead não existe vilão maior do que o Governador, o déspota que comanda a cidade de Woodbury. Eleito pela revista americana Wizard como “Vilão do ano”, ele é o personagem mais controvertido em um mundo dominado por mortos-vivos. Neste romance os fãs irão descobrir como ele se tornou esse homem e qual a origem de suas atitudes extremas. Para isso, é preciso conhecer a história de Phillip Blake, sua filha Penny e seu irmão Brian que, com outros dois amigos, irão cruzar cidades desoladas pelo apocalipse zumbi em busca da salvação. Originalmente, The Walking Dead é uma série de quadrinhos publicada desde 2003 e vencedora do Eisner Award. Em 2010, os quadrinhos foram adaptados para o seriado homônimo The Walking Dead já bateu diversos recordes de audiência nos Estados Unidos e foi finalista em várias categorias no 68º Golden Globe Awards, incluindo Melhor Série Dramática de TV.

proibido

Introdução

Quem me conhece sabe o quanto eu gosto da série e dos HQ’S. Desde o lançamento deste livro a minha curiosidade para saber o conteúdo era grande. Mesmo depois e um tempo, o livro me surpreendeu. Apesar de ler lido várias resenhas antes, não afetou a minha surpresa ao ler.

Narrativa

A narrativa de Robert Kirkman e Jay Bonasinga é bastante fluída. Para quem assiste a série, recomendo que só leia depois da terceira temporada, pois os personagens aqui na trama só aparecem nela. Ou seja, quem conhece o GOVERNADOR acaba sabendo o seu nome e conhecendo ele antes de tudo acontecer. É incrível como ele era “humano” e não tão “robô”. É possível ver um dos momentos que mais me chamaram atenção. O livro prepara o leitor para o segundo livro. Acaba sendo praticamente o conhecimento do personagem antes de se tornar um personagem de ferro, emblemático e racional. O pequeno grupo ainda não se instala em algo. Estão em busca. Porém não são todos os personagens que sobrevivem a ele.

Diagramação

A Galera caprichou. Não poderia ser diferente. Numa letra que não dói os olhos de pequena e com uma qualidade boa. A capa é o clima do seriado. Quem gosta da série é uma leitura indispensável. Letras grandes, folhas amareladas e uma boa narrativa a ser contada.

Quote favorito

“O tiro parece um sonho, como se Brian de repente tivesse voado para fora do corpo e ficasse pairando acima do pomar, testemunhando coisas da perspectiva de um espírito descarnado. Mas, quase que instantaneamente, Brian, que por instinto, se lançou para frente na hora do tiro[…] […] A sombra do atirador começa a cair, quase que em câmera lenta, como uma velha árvore que se vai.” – 287

Considerações Finais

É uma resenha cuja dificuldade está em não escrever spoilers sobre o livro ou sobre o seriado.

É um livro que supriu as minhas necessidades como leitora e como fã da série. Acredito que todos que fizerem a junção de ambas, sairá satisfeito. E consegue fazer com que o leitor tenha a vontade de ler o segundo volume. Deixa pontos soltos e descreve bastante os personagens e ambientes, embora seja uma leitura bastante corrida.