Sonhe Mais – Jai Pausch 

sonhemais_review

Edição: 1
Editora: Novo Conceito
ISBN: 9788581630557
Ano: 2013
Páginas: 256
Tradutor: Ana Paula Doherty

Jai Pausch passou por um trauma: a perda do marido para um câncer de pâncreas. A enfermidade de Randy Pausch também destruiu as verdades e as certezas em que Jay acreditava. Pega de surpresa pela doença, que avançou rapidamente, Jay Pausch precisou inverter suas prioridades. Acostumada a cuidar da família, percebeu que aquele era, também, o momento de cuidar de si mesma, porque, do contrário — caso fraquejasse —, sua família não sobreviveria. E, apesar de todas as alterações pelas quais passou, foi capaz de registrar a maior parte de suas experiências, dúvidas e medos.

Este registro acabou se constituindo num relato vigoroso sobre como a morte muda o relacionamento entre as pessoas e sobre como é possível sobreviver, passo a passo, a essas mudanças.

Sonhe Mais é referência para todos os que estão vivendo uma fase de transição e é leitura obrigatória para aqueles que passaram, ou estão passando, por um momento de dor.

proibido

Introdução

É um livro que havia me encantado quando havia lido a sinopse. O que fez com que eu o solicitasse para leitura. O livro me supreendeu em muitos aspectos.

Narrativa

É difícil criticar uma narrativa que é pautada em relatos reais. A autora vivenciou cada momento e relata todos os sentimentos dela. É claro que o livro tem um apelo bastante forte, o que faz com que a leitura seja breve e intensa. A vida de Jai e os momentos finais de Randy são bastante apegados a sentimentos intensos, cada palavra, cada frase e cada momento em que passavam juntos, demonstravam profundo sentimento do qual denominamos amor. Ela também nutria um sentimento comum em pessoas que sabemos que algum dia irão nos deixar, o sentimento da perda antes de tê-la. É bem complexo, porém ela se imaginava sem Randy e isso a fazia muito mal.

Além dos relatos finais da doença de Randy, temos o após a morte. Jai se reerguendo e se engajando em causas sociais e bastante importantes. Também o seu segundo casamento, pois se permitiu e até teve o aval antes de Randy. Ela tinha de dar uma chance nova para o amor e suavemente as coisas novas aconteceram.

Diagramação

sonhemais_diagrama

O que mais me encantou no livro é a textura da capa, é diferente das demais. A utilização das cores foi bastante pertinente. O que me incomodou foram as orelhas do livro, não passam a mesma suavidade do livro como um todo. Um livro sem muitos detalhes, letra confortável, nome dos capítulos e um espaçamento que ajuda na fluidez.

Quote Favorito

“Então, fui até meu marido, o homem que me amava, que demonstrava que me amava, que me tratava como se me amasse, e disse a ele que sentiria muito sua falta quando fosse embora. Eu chorei e chorei. Minha máscara de força se rompeu, derretida sob as lágrimas, e mostrei meu eu vulnerável, à flor da pele. E Randy sentiu-se confortado. Naquele momento de tristeza, nós nos abraçamos, sabendo, em nosso coração, que nos amávamos na saúde e na doença, até que a morte nos separasse.” – 139

Considerações Finais

O livro é altamente recomendado para quem gosta de narrativas pé no chão, relatos de alguém que passou por uma situação difícil e que aos poucos tenta se reerguer em culpa. É um livro bastante importante pra mim, gosto de livros que tenham conteúdo a se guardar como lição. Esse livro foi imprescindível.