Como Eu Era Antes de Você – Jojo Moyes

Edição: 1
Editora: Intrínseca
ISBN: 9788580573299
Ano: 2013
Páginas: 320
Tradutor: Beatriz Horta

Aos 26 anos, Louisa Clark não tem muitas ambições. Ela mora com os pais, a irmã mãe solteira, o sobrinho pequeno e um avô que precisa de cuidados constantes desde que sofreu um derrame. Trabalha como garçonete num café, um emprego que não paga muito, mas ajuda nas despesas, e namora Patrick, um triatleta que não parece interessado nela. Não que ela se importe.

Quando o café fecha as portas, Lou é obrigada a procurar outro emprego. Sem muitas qualificações, consegue trabalho como cuidadora de um tetraplégico. Will Traynor, de 35 anos, é inteligente, rico e mal-humorado. Preso a uma cadeira de rodas depois de um acidente de moto, o antes ativo e esportivo Will desconta toda a sua amargura em quem estiver por perto. Tudo parece pequeno e sem graça para ele, que sabe exatamente como dar um fim a esse sentimento.

O que Will não sabe é que Lou está prestes a trazer cor a sua vida. E nenhum dos dois desconfia de que irá mudar para sempre a história um do outro. Como eu era antes de você é uma história de amor e uma história de família, mas acima de tudo é uma história sobre a coragem e o esforço necessários para retomar a vida quando tudo parece acabado.

proibido

Introdução

Como eu era antes de você é o segundo livro publicado pela Intrínseca no Brasil. O livro narra a vida de Lou Clark, uma mulher que é demitida de seu emprego como garçonete e vai atrás de um novo trabalho na pequena cidade onde mora. Consegue um trabalho como cuidadora de Will, um tetraplégico, ranzinza e disposto a fazer com que desista do trabalho. Nesse meio tempo, sua família perde os seus empregos e ela é a única que o mantém, mesmo pensando em desistir nos momentos mais difíceis de lidar com alguém que não tem mais motivação para viver. As dificuldades e discriminações só são a ponta do iceberg, ela descobrirá um mundo novo e fará com que Will se sinta confortável e feliz. O seu objetivo: fazer com que Will queira viver. Lou namora Patrick, – um atleta egocêntrico e egoísta – mas seu novo emprego a ocupa bastante, aos poucos ela descobrirá que o seu relacionamento estava longe de ser o ideal.

Narrativa

A narrativa de Jojo beira a criatividade. Não há clichê. Tudo é posto de modo tão sutil. As situações ocorrem gradativamente. Não é um livro o qual os personagens simplesmente se apaixonam de primeira. Há todo um processo. O leitor torce para um desfecho. Mas o desfecho não é nem de longe previsível. É um livro que discute a pureza e o quanto os sentimentos podem ser cruéis. É uma narrativa que beira a realidade. Pois podem existir vários Will’s e Lou’s por aí. Lutando para que tenham uma vida “normal”. Gostei que a autora vai fundo no assunto. Trabalha todas as dificuldades da qual um tetraplégico passa e discute sobre os grupos de apoio.

Diagramação

A editora caprichou na capa e a diagramação interna é bem simples, sem muito refinamento. A capa reflete Lou e sua busca. Sim, além de cuidar de Will, Will acaba proporcionando a Lou uma série de questões as quais Lou não dava importância. Ela não tinha um objetivo de vida, não tinha um sonho maior. Will desperta um caminho para Lou. Antes de Will, Lou só queria trabalhar. Não tinha um projeto maior.

Quote Favorito

– Você teve uma boa vida, não?

– É, tive. – Ele chegou um pouco mais perto e elevou o assento até quase ficar na altura dos meus olhos. – Por isso é que você me irrita, Clark. Vejo todo esse talento, toda essa… – Ele deu de ombros. – Essa energia e inteligência e …

– Não diga potencial…

– …potencial. Sim. Potencial. Não consigo entender como se contenta com essa vidinha. Essa vidinha que será passada quase toda num raio de quinze quilômetros, sem ninguém que a surpreenda, incentive ou mostre coisas que façam sua cabeça girar e você perder o sono à noite.

– É uma forma de dizer que eu deveria estar fazendo coisas melhores do que descascar batatas para você.

– Estou avisando que existe um mundo lá fora. Mas eu gostaria muito que, antes de conhecer esse mundo, você fizesse batatas para mim. – Ele me lançou um sorriso e não pude evitar de sorrir. -181

Considerações Finais

É um livro sensível, forte e doce ao mesmo tempo. O livro desperta uma série de questões sobre a vida. Além de um romance, o livro caminha em direção a reflexões. Não é somente um romance arrebatador, é um estímulo a repensar no que acontece com seus sonhos e objetivos.