Um amor, um verão, e o milagre da vida

Edição: 3
Editora: Baldon Editora
ISBN: 9788563080332
Ano: 2011
Páginas: 231

Verão, férias, sol, paixão, festas, lual, amores… Angra dos Reis… Uma jovem bela e rica passa as férias na casa dos avôs em Angra na Praia de Provetá. Um jovem surfista morador da última aldeia de pescadores da região dá aulas de surf para as crianças. Um encontro, um romance num cenário maravilhoso com banhos de mar, passeios, e belas paisagens. De repente, uma dor de estômago e o jovem está com câncer. Médicos, enfermeiros, hospital especializado, doutores da alegria; todos envolvidos na luta contra essa enfermidade, numa atitude de solidariedade, amor, e, sobretudo, na busca da cura através do diagnóstico precoce. O livro é um romance na adolescência, no qual é abordado a Neoplasia (câncer), protagonizado pelos personagens João Carlos e Maria Paula, que juntos terão a vida marcada para sempre pelas férias daquele verão.

proibido

Introdução/Premissa

Comecei a ler ele em pdf e já estava gostando muitíssimo da prévia de um lindo romance que tive o prazer de deslumbrar. Fui surpreendia com o exemplar e desde então não o larguei até que terminasse toda a história desses jovens apaixonados, mas que dão uma lição muito valiosa a muitos marmanjões de meia idade que não sabem lidar com a doença. Vencer essa doença é uma batalha árdua e necessita de apoio de todas as pessoas a sua volta. Na realiadade, muitas delas se esquivam exatamente no momento mais delicado na vida de um parente, amigo e conhecido. Gostei bastante da edição feita pela editora, possuí letras ótimas para leitura e uma qualidade que o livro ainda parece intacto.

Narrativa

Gostei bastando do modo como a trama foi desenvolvida, Isa o conduz de maneira agradável e objetiva. Não tem enrolação, ela simplesmente acontece aos olhos. Cada momento, desde que Maria Paula chega a Angra e conhece o JC é mágico. O prenúncio da doença é dito desde o início o que impede de que a narrativa só estabeleça essa temática. Mas o comportamento de JC em ignorar as dores até que sofresse uma dor maior e fosse para o hospital, sendo lá diagnosticado, para alguns pode parecer incomum. Mas isso acontece com frequência. Não querendo ser feminista ou falar mal dos homens, mas eles são os mais teimosos quanto a exames e hospitais. É uma tortura levâ-los, somente quando falam: – me levem. É que a coisa está feia mesmo. Isso só vale ressaltar que a trama tem uma veracidade e uma linha de pensamento muito clara com a realidade e isso até o título e a capa anunciam.

Momento Macchiato

Podia destacar diversos momentos, mas o que deixarei para o MM, será um momento muito importante pra trama, pois a conquista, a revelação e romance entre esse casal é fundamental durante todo período.

 ”JC encolhe os ombros e deixa escapar um sorriso, enquanto contempla a beleza exuberante da jovem. Na verdade, vestindo aquela saia de organza e camiseta justa, Maria Paula estava mais atraente do que pensava. Seu corpo era uma provocação aos olhos dos homens. Suas pernas longas, bem torneadas; as curvas traçando a silhueta de seu corpo; seus seios, que se pronunciavam discretamente no decote; a pele levemente brozeada, os lábios rosados…” – pág 101

Considerações Finais

A narrativa de Isa é bem leve. O que me encantou foi a qualidade em detalhar um lugar como Angra dos Reis. Era possível sentir o aroma da praia, o vento passando entre os personagens. Cada personagem tem a sua graça. É bonito expecialmente ao final do livro ter o contato com depoimentos de outras pessoas, principalmente o depoimento de Flávia Barreto, que fala sobre a doença do pai, emocionante.

Total
5
Shares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*