Para Todos os Garotos que Já Amei

ISBN-13: 9788580577266
ISBN-10: 8580577268
Ano: 2015 / Páginas: 320
Idioma: português
Editora: Intrínseca

Lara Jean guarda suas cartas de amor em uma caixa azul-petróleo que ganhou da mãe. Não são cartas que ela recebeu de alguém, mas que ela mesma escreveu. Uma para cada garoto que amou — cinco ao todo. São cartas sinceras, sem joguinhos nem fingimentos, repletas de coisas que Lara Jean não diria a ninguém, confissões de seus sentimentos mais profundos.
Até que um dia essas cartas secretas são misteriosamente enviadas aos destinatários, e de uma hora para outra a vida amorosa de Lara Jean sai do papel e se transforma em algo que ela não pode mais controlar.

Introdução

É o terceiro livro que leio de Jenny Han e o primeiro em que ela escreve sozinha.

Em Para todos que já amei, Lara Jean Song Covey (moça de nome maravilhoso), tem 17 anos e pode ser considerada uma adolescente como todas as outras. Mas tem uma peculiaridade, ela escreve cartas a todos os garotos que já se apaixonou, sim. Ela escreve pra abandonar aqueles sentimentos, são cartas de adeus. Seria uma pena se… as cartas fossem enviadas aos destinatários…
Se não bastasse isso, Margot, sua irmã mais velha, está indo estudar na Escócia… e pra piorar uma das cartas de Lara Jean é para o ex-namorado da irmã, Josh.

Sobre Jenny HanFoto -Jenny Han

Nasceu na Virgínia, Estados Unidos, e cursou mestrado em escrita criativa pela New School. Sabe fazer um brownie perfeito, é ótima em inventar apelidos e tem paixão por livros de receitas. Sua série de TV preferida é Buffy – a caça-vampiros. Mora no Brooklyn, em Nova York.

Site oficialTwitterFacebook

Capas estrangeiras

21936986 21937440

Narrativa

O livro é narrado pela protagonista, Lara Jean, e vejo que não poderia ser diferente, afinal o livro é focado nessa irmã do meio e que vive uma vida bem comum até que as suas cartas são enviadas aos seus devidos destinatários por acidente.

Os personagens secundários são fantásticos. Me identifiquei muito com Josh, ele é meu personagem favorito depois de Kitty, a irmã mais nova endemoniada de Lara Jean.

O livro vai ganhando força ao longos do capítulos, porém, meu carinho por Lara Jean não foi o mesmo que tive pelo seu nome. A menina toma muitas atitudes imaturas, a moça erra a maior parte do tempo.

Mas nada impede de dizer que é uma leitura fluída, livre e de puro entretenimento. É um livro jovem, atual e cheio de pequenas questões do cotidiano dos adolescentes.

Capa e diagramação

Uma das coisas que mais me chamou atenção no livro, tirando o fato de que já conhecia a autora, foi definitivamente a capa maravilhosa da obra. A diagramação do livro é super confortável.

Considerações finais

Todos os garotos que já amei, é um livro curtinho e cheio de altos e baixos. O fato de não ter me dado super bem com Lara Jean foi uma pena, pois queria mesmo gostar de mais um livro da Han, mas infelizmente não dessa vez. Espero que Lara amadureça no próximo livro, ou teremos outro conflito.