A Extraordinária Garota Chamada Estrela

Edição: 1
Editora: Gutenberg
ISBN: 9788582351444
Ano: 2014
Páginas: 192
Tradutor: Eric Novello

proibido

Introdução

A Extraordinária Garota Chamada Estrela (Stargirl), foi publicado nos EUA em 2000. A continuação Love, Stargirl foi em 2007. Agora, em 2014, a Gutenberg, trás aos leitores brasileiros, um livro que foi publicado em mais de 50 países e ganhou notoriedade por vários prêmios conquistados (Publishers Weekly, Bank Street College of Education e é um dos 10 melhores livros para jovens da ALA).

Em A Extraordinária Garota Chamada Estrela, Leo Borlock é o “protagonista” da trama. Sua vida vira de cabeça para baixo, quando Estrela, uma nova aluna chega ao colégio. Não só ele, como todos os estudantes, se impressionam com a garota. De um jeito totalmente original, Estrela irá agradar e incomodar todos a volta.

Sobre Jerry Spinelli

Formou-se na Pensílvânia, na Gettysburg College. Ele vive na Pensilvânia com sua esposa, Eileen Spinelli e seis filhos. Autor de mais de 20 livros, entre eles: Maniac Magee, Wringer, Loser, Smiles to go e Picklemania.  Nessa foto, Jerry segura a capa americana de sua obra.

Narrativa

Jerry cria uma narrativa curta, questionadora e viciante. Em poucas páginas encontramos várias “lições” e situações interessantes a serem discutidas. Seja por alunos, pais e mestres. Ser o novo aluno já é complicado e se torna duas vezes mais quando esse nova aluna se chama Estrela e é uma garota excepcional, carismática, atenciosa, instrumentista (ela toca ukulele), boa voz e sorridente.

Leo é um personagem encantador (colecionador de gravatas de porco-espinho ♥), mesmo que seja “opaco” perto da radiante novata. Por ser ser diferente, Estrela, acaba ganhando inimizades e até cenas de puro “bullying”. Leo ve que precisa fazer com que Estrela, deixe de ser o alvo. Pelo fato de gostar e admirá-la, nota que precisa “ajudá-la” a ser alguém “comum”. Ou seja, tirá-la da linha de tiro feita pelos seus “colegas” da escola.

Diagramação

A diagramação da Gutenberg está impecável. Há uma adaptação a capa original (confesso que prefiro a edição brasileira). Entre os capítulos não há nada, apenas o número ao capítulo. A fonte utilizada é agradável e proporciona uma boa leitura.

Considerações Finais

O livro é curto, intrigante e simples. Uma das coisas pelo qual me deixam ainda mais curiosa pela continuação, é que através dos olhos de Leo é impossível entender os comportamentos assertivos ou não da personagem. O livro que da sequência a esse, é feito no ponto de vista da Estrela. Apesar de ter sido publicado após 7 anos (nos EUA), espero que a Gutenberg não o esqueça. Pois quem terminar de ler esse livro, vai estar roendo as unhas pelo próximo (meu caso).