A Filha do Sangue

ISBN: 9788567296104
Ano: 2014 / Páginas: 432
Idioma: português
Editora: Saída de Emergência Brasil

O Reino Distorcido se prepara para o cumprimento de uma antiga profecia: a chegada de uma nova Rainha, a Feiticeira que tem mais poder que o próprio Senhor do Inferno. Mas ela ainda é jovem, e por isso pode ser influencidade e corrompida. Quem a controlar terá domínio sobre o mundo. Três homens poderosos, inimigos viscerais – sabem disso. Saetan, Lucivar e Daemon logo percebem o poder que se esconde por trás dos olhos azuis daquela menina inocente. Assim começa um jogo cruel, de política e intriga, magia e traição, no qual as armas são o ódio e o amor. E cujo preço pode ser terrível e inimaginável.

proibido

Introdução

Continuo com o mesmo problema de escrever resenhas sobre leituras incríveis que fiz. Eu sei que essa não vai ser nem de longe a melhor delas, pois é muito conteúdo pra ser explorado, principalmente numa resenha. Porém, não vou me ater a muitos detalhes, ou vou atrapalhar a leitura de vocês. Eu realmente recomendo que o façam.

Em A Filha do Sangue, a chegada de uma nova rainha foi revelada através de uma antiga profecia. Ela também é conhecida como feiticeira. O poder dela é tão grande que quem pode controlá-la pode controlar o mundo. Ainda muito jovem (7 anos), qualquer um poderia se aproveitar dela e de seu poder. Apenas 3 homens podem protegê-la dos interesseiros de plantão. Mas, eles estão lutando pelo mesmo objetivo, conseguir esse poder pra si.

Sobre Anne BishopAnne Bishop

Anne começou a escrever muito cedo, mas sentindo que lhe faltava as faculdades necessárias para escrever histórias longas, deixou de o fazer por um longo período. A medida em que trabalhava e lia foi-se tornando mais hábil e pode moldar histórias maiores. Até que chegou um dia em que algo emergiu do conjunto de todas essas histórias e quando notou tinha com ela um romance.

Anne Bishop vive no norte do estado Nova Iorque onde gosta de passar o tempo a jardinar, ouvir música, e a escrever negros romances. É autora de onze romances, incluindo a premiada Trilogia das Jóias Negras.

Site oficial

Capas pelo mundo

47956 6422039 2259716 2503359 21356910

Narrativa

Narrado em terceira-pessoa, livro tem divisões, pra ser mais exata, são 3. Sendo que a cada capítulo há subdivisões em vários lugares e em vários reinos.  A narrativa aborda o poder e sensualidade de um modo bem diferente e sombrio. Os personagens são bem explorados através da escolha de uma narrativa em terceira. Conseguimos conhecer diversos personagens através delas e obter várias características dos mesmos.

Além do volume, o livro pede muita atenção do leitor, ou se não, será confudido e terá de reler várias partes do mesmo. Talvez, as pessoas mais distraídas, não curtam justamente por isso. Se faz leitura rápida, provavelmente vai cair nas garras e não entender várias partes importantes.  Quando há muitos detalhes, costumo escrever palavras chaves para não esquecer. A leitura melhora do meio pro fim, pois já estamos mais acostumados com tudo que anda acontecendo na trama. Anne cria um universo são amplo e cheio de especificações, isso é primoroso e muito bem feito em seu primeiro volume.

Diagramação

Mais um ponto para a Saída de Emergência, conseguiu o feito de fazer a melhor edição do mundo, do livro da Anne. A capa com certeza é um chamariz aos leitores fanáticos por fantasia. A diagramação interna, não fica pra trás. Não encontrei erros de ortografia e nem de digitação.

Considerações Finais

É um dos livros que dificilmente irei esquecer, fui tecendo aos poucos a trama (confesso que li ele entre outras leituras), e não sei se teria o mesmo efeito lendo à risca, talvez eu perdesse o ritmo e desistiria. Porém, iria perder uma trama tão bonita e tão forte como essa. Se pretendo ler a continuação? Claro que sim, mal vejo a hora. Mas terei que ter mais métodos para não me perder.