É sempre muito difícil falar sobre séries que gosto tanto (pois acabo rasgando elogios como fã).

Mas como hoje foi disponibilizado os episódios da segunda temporada de Orange Is The New Black é um dia chuvoso (pelo menos em São Paulo) muito especial, dei uma pausa no meu Netflix e vim fazer esse post.

Nesse mês ainda, os fãs foram agraciados com a biografia da verdadeira Piper Kerman publicado pela Intrínseca no Brasil. O livro que originou a série produzida e exibida exclusivamente no Netflix.

Confira abaixo as informações sobre o livro:

unnamed (3)

Quando era jovem, tudo o que Piper Kerman queria era viver novas experiências, conhecer pessoas diferentes e descobrir o que fazer com o diploma recém-adquirido da prestigiosa Smith College. Anos depois, com um bom emprego e prestes a se casar, ela recebe uma visita inesperada: a polícia. Piper estava sendo intimada para responder por envolvimento com o tráfico internacional de drogas.

A acusação era verdadeira: recém-formada, Piper teve um caso com uma traficante glamorosa que a convenceu a levar uma maleta de dinheiro para a Europa. Sua aventura pelo submundo do crime voltou à tona no dia em que a polícia bateu à porta dela. Depois de uma dolorosa odisseia pelo sistema judiciário americano, Piper é condenada a quinze meses de detenção numa penitenciária feminina no meio do nada — longe dos amigos, da família e de tudo o que ela conhecia.

Em Orange Is the New Black, Piper apresenta casos curiosos, perturbadores, comoventes e divertidos do dia a dia no presídio. Cercada de criminosas, logo percebe que aquelas mulheres são muito mais complexas do que ela imaginava. Ao mesmo tempo que aprende a conviver com regras arbitrárias e um rigoroso código de conduta, Piper revela as alegrias e angústias das presidiárias e analisa a crueldade com que o sistema carcerário as desumaniza e faz com que sejam invisíveis ao mundo exterior.

5 motivos para assistir Orange Is The New Black

1) Os relatos e situações que acontecem em uma prisão norte-americana são bem próximos dos apresentados. Lógico que de um jeito divertido.

2) O elenco é fantástico e a química entre os personagens flui muito bem. É impossível ter apenas um personagem favorito. Eu tenho 5 personagens que adoro e que caio no riso sempre que lembro de alguma cena.

3) Taystee se tornou uma das minhas personagens favoritas pelos seus comentários sobre os livros que ela lê e gosta tanto.
4) Há muitas referências literárias e musicais durante a trama. O que os apreciadores dessas artes fiquem tão encantados.
5) O formato inovador, a série quando foi lançada, ela foi disponibilizada completamente, ou seja, é possível ver a temporada completa no seu ritmo. Isso é um feito inédito e que foi mantido agora na segunda temporada. Ou seja, ninguém sofre para saber o que acontece no próximo capítulo, está a um clique do seu controle remoto.

Referências literárias na 1ª temporada

As referências e citações dos livros vão dos clássicos aos mais contemporâneos. Livros que marcaram gerações e diversos questionamentos. É interessante ver o quanto aqueles personagens interpretam aquelas obras e como as influenciam de modo geral.

  
  
   
  
   

Taystee ♥


 Sorteio

sorteio

Em parceria com a Intrínseca, o Macchiato irá sortear a um sortudo ou sortuda um exemplar de Orange Is The New Black e uma camiseta exclusiva da série!

Para participar basta preencher o raflecopter corretamente. O resultado sairá no dia 24 de junho.

a Rafflecopter giveaway

Boa sorte e não deixem de acompanhar a série!