Justin – Gauthier


Justin

ISBN-13: 9788582864425
ISBN-10: 8582864426
Ano: 2018 / Páginas: 104
Idioma: português 
Editora: Nemo


Introdução

Em Justin, Justine é uma jovem presa num corpo feminino, embora se sinta um menino. Todos os dilemas de uma pessoa que sofre desde a infância por não se sentir quem realmente é. Uma leitura ágil, delicada e reflexiva. Imaginem, o quão desconfortável a vida pode ser quando não se identifica com a sua própria condição com a qual nasceu?

Sobre Gauthier

Gauthier

Formada em Ilustração na École des Arts Décoratifs de Strasbourg, Anne-Charlotte Gauthier trabalha como ilustradora para a imprensa e editoras infantojuvenis, e realiza, paralelamente, diferentes projetos de histórias em quadrinhos, publicadas pelas editoras Misma, 6 pieds sous terre e Delcourt.


Narrativa

Tudo começa quando Justine está numa aula de educação física e quando pedem para formar grupos de meninas e meninos… Justine fica no meio. A partir daí, Justine começa a agir, embora sua família torne as coisas ainda mais difíceis. O destaque da narrativa é a relação familiar, como uma relação familiar pode se tornar tóxica na vida de um trans. Onde suas vontades não são ouvidas, ou melhor, ignoradas. É um livro extremamente importante pela forma como lida com um tema que é relativamente “novo”. Personagens secundários fazem a trama funcionar muito bem, seja a mãe ou a namorada, funcionam como uma balança que torna a vida de Justin uma loucura.

Projeto Gráfico

Gostei bastante da edição. Segue o padrão de qualidade da editora e a leitura foi bem agradável.

Considerações Finais

Justin, foi além das minhas expectativas. Uma leitura sensível, fofa e ao mesmo tempo didática. Entrei num universo que pouco desconheço, mas li com os olhos ávidos por uma leitura agradável e assim tive. Convido à todos a entrar nesse novo universo, Gauthier me encantou da melhor forma. Com sensbilidade e traços delicados. Espero ler outros livros dela em breve. Sei que a Nemo tem outro livro publicado, ou seja, já foi pra wishlist.

Deixe seu comentário