Lobo Por Lobo

ISBN-13: 9788555340192
ISBN-10: 8555340195
Ano: 2016 / Páginas: 360
Idioma: português
Editora: Seguinte


Introdução

Depois de ter lido A Cidade Murada, eis que surge mais um lançamento da Seguinte e Ryan Graudin. Com uma temática um pouco diferente, mas que me surpreendeu positivamente em vários aspectos.

Em Lobo por Lobo, a trama acontece quando a Segunda Guerra Mundial foi vencida pelo eixo Alemanha e Japão. Para comemorar esse feito, eles organizam uma espécie de tour, onde uma corrida de motocicletas irá atravessar Europa e Ásia. O vencedor? Além de ganhar muito dinheiro e fama, terá um encontro com Adolf Hitler durante o baile da vitória. Yael, é uma adolescente que fugiu de um campo de concentração, faz parte da resistência e ela tem uma grande missão: matar Adolf Hitler, mas para tal, terá que vencer a corrida, será que ela concluirá essa missão um tanto quanto difícil?

Sobre Ryan Graudin Resultado de imagem para Ryan Graudin

Nasceu e cresceu em Charleston, Carolina do Sul. Em 2009, formou-se em escrita criativa pelo College of Charleston. Viajou para diversas partes do mundo – deu aulas de inglês na Coreia do Sul; viveu numa fazenda na Nova Zelândia; fez um mochilão pelo Peru. Também é autora da série All That Glows.

Narrativa

Como não se apaixonar pela determinação de Yael? Tão jovem e ao mesmo tempo tão madura. O poder de se transformar em quem ela quiser é um bônus diante da personagem que conhecerão. A mescla de fatos históricos com a ficção, é um feito bastante cuidadoso da autora. É notável o estudo por trás da narrativa.

Projeto gráfico

Esse foi um dos projetos gráficos mais bonitos da seguinte… seja pelo lettering, pelos lobos… a composição das cores… tudo funciona muito bem na capa. A diagramação tá bem feita, com bastante espaço… bem resolvida.

Considerações finais

Lobo por Lobo, foi um presente dos céus. O que faltava em minhas leituras do mês, algo que me deixasse profundamente maluca com a narrativa. Lobo por lobo, pra alguns pode ser um livro como outro qualquer, mas pra mim, foi um dos melhores que li durante o ano. Criativo, cheio de reflexões e com personagens fantásticos. Não é apenas um E SE… é um livro sobre persistência, sangue frio e muita coragem. Graudin? Virei fã.