O Bangalô

ISBN-13: 9788581638034
ISBN-10: 8581638031
Ano: 2015 / Páginas: 320
Idioma: português
Editora: Novo Conceito

Introdução

Quem acompanha o blog há algum tempo sabe que eu sou apaixonada pelos livros da Sarah, o meu amor pelos livros dela existe desde o primeiro livro dela publicado pela Novo Conceito, Violetas de Março, um livro que marcou bastante. Fiquei com as expectativas altas com essa nova trama.

Em O Bangalô, Anne tem uma vida confortável – com família e noivo super bem-sucedido – mesmo vivendo uma rotina triste em plena Segunda Guerra (a trama se passa em 1942). Ela é recém formada em enfermagem e ela decide junto com sua melhor amiga (Kitty), se alistar como enfermeira em Bora Bora. Lá ela encontra uma vida simples, mas muito agradável e também conhecera Westry, um soldado super carinhoso e “perfeito”. Eles começam a viver um romance e o esconderijo secreto deles é um bangalô abandonado… mas quando testemunham um assassinato perto do bangalô a trama muda bastante esse clima ameno e apaixonante.

Sobre Sarah JioFoto -Sarah Jio

É jornalista e já escreveu para muitas revistas conhecidas. Hoje é responsável por um blog de saúde e bem-estar, o Vitamin G. Sarah vive em Seattle com o marido, três filhos e Paisley, um golden retriever que rouba pés de meias.

Edições estrangeiras

11720964 17881701 19095680 27211335 19217094

Narrativa

Sarah tem um estilo de narrativa meio parecido com outro romancista, Nicholas Sparks, mas ela tem um jeitinho que encaminha e distancia do mesmo. São romances intensos e problemáticos mas que ao mesmo tempo não se esquece da doçura da conquista. Não é algo que acontece do nada e ganha corpo, é gradual deixando o leitor simplesmente torcendo para que de fato aconteça. Tudo começa como uma linda amizade e aos poucos um vai revelando os seus sentimentos e acontece. Anne é uma personagem difícil de não se afeiçoar. Westry é um personagem fofo e muito generoso, em pouco tempo, você simplesmente o adora. Kitty, o que falar de Kitty? Você simplesmente vai desconfiar dela e com todos os motivos, Kitty apronta um monte durante a narrativa.

Capa e diagramação

A editora manteve não manteve uma harmonia com as capas dos outros títulos da autora, e … essa foi a que menos me chamou atenção. Em todo começo de capítulo tem uma imagem de uma flor de hibisco. Não foram encontrados erros que comprometam a leitura.

Considerações finais

O Bangalô, é um livro muito gostoso de ler. Embora não tenha me encantado tanto quanto Violetas… foi uma experiência agradável e que pude sentir algumas características que tornam Jio uma das minhas escritoras favoritas do gênero. Só espero que nos próximos, use e abuse da boa criatividade para a construção da narrativa.