Edição: 1
Editora: Intrínseca
ISBN: 9788580573688
Ano: 2013
Páginas: 208
Tradutor: Renata Pettengill

proibido

Introdução

Um homem de meia idade (sem nome revelado durante a trama) lembra-se dos momentos que viveu há quarenta anos atrás. Época em que os tempos ficaram dificeis e os pais decidiram que o quarto do alto da escada passaria a receber os hóspedes e não mais seria dele. Ele tinha 7 anos na época. Um dos inquilinos era minerador de opala. Esse inquilino roubou o carro da família e parado num caminho vazio e deserto, cometeu suicídio. Somente o garoto era capaz de desvendar o que os adultos não conseguiam. Eventos que aconteciam perto de casa e debaixo do nariz de muita gente. Esse garoto de 7 anos teve que defender seus parentes. Ele teve uma ajuda essencial: três mulheres que moravam no fim do caminho.

A expectativa do primeiro romance adulto de Gaiman que leio era tamanha e não foi destruída pelas expectativas. Pelo contrário. Quem adora o autor vai se encantar com mais uma boa escrita do autor. Uma fantasia sombria que irá mexer com os leitores mais criteriosos.

Narrativa

A genialidade de Gaiman é indiscutível. É um dos poucos autores vivos que devem ser elogiados sempre que possível.

A narrativa de O Oceano no Fim do Caminho tende ao mundo real e ao mesmo tempo ao onírico. É genuinamente um livro de fantasia. A sensação ao ler foi próxima do desespero que senti ao ler Coraline. Ele trabalha tão fortemente nos acontecimentos que o estômago chega a revirar. Vermes, sujeira e uma vilã digna dos filmes clássicos. Fazem com a narrativa flua rapidamente e que os batimentos cardíacos fiquem desregulados. A escolha de não dar um nome ao protagonista, foi bem assertiva, pois a cada momento, o leitor é inserido na narrativa com mais intensidade. A cada página se conhece mais um pouco sobre o personagem.

Uma das cenas mais apavorantes é protagonizada pela a Ursula Monkton – vilã da trama – que  influencia o pai do garoto a afogá-lo. Os episódios que acontecem com o personagem são tão bem descritos que o leitor vivencia todas as experiências ali descritas com uma facilidade ímpar. O sufocamento é tão intenso quanto o do personagem.

O ambiente melancólico e constantes evocações de nostalgias negativas. Os caminhos o qual personagem passou voltam à tona. Uma infância sofrida e drástica, nada feliz. Mas ao mesmo tempo, a coragem e a maturidade com que lida com problemas maiores do que ele é fantástica.

Quote Favorito

 “Não tenho saudade da infância, mas sinto falta da forma como eu encontrava prazer em coisas pequenas, mesmo quando coixas maiores desmoronavam. Eu não podia controlar o mundo no qual vivia, não podia fugir de coisas nem de pessoas nem de momentos que me faziam mal, mas tinha prazer nas coisas que me deixavam feliz.” – 169

Considerações Finais

Uma leitura rápida, impactante, forte, nada divertida, mas muito bem explorada em sua beleza. Com uma diagramação impecável e muito chamativa. Um livro que mexe com os 2 melhores orgãos do corpo humano: coração e  cérebro estarão comprometidos durante a leitura. Final surpreendente e trama muito bem amarradinha, não deixa pontos soltos.

Não recomendado apenas para pessoas que sofrem de sérias doenças cardíacas. 

Gosta de livros como esse aqui? A Saraiva está com preços ótimos através do site Cuponation. É possível ganhar descontos ainda mais altos. Com esse voucher é possível ganhar 70% de desconto nos livros lá no site da Saraiva. Clique aqui para ser redirecionado para o a Cuponation e garantir o seu voucher.