Querida Sue

Edição: 1
Editora: Arqueiro
ISBN: 9788580412635
Ano: 2014
Páginas: 256

Março, 1912: A jovem poeta Elspeth Dunn nunca viu o mundo além de sua casa, localizada na remota ilha de Skye, noroeste da Escócia. Por isso, não é de espantar a sua surpresa quando recebe uma carta de um estudante universitário chamado David Graham, que mora na distante América. O contato do fã dá início a um intercâmbio de cartas onde os dois revelam seus medos, segredos, esperanças e confidências, desencadeando uma amizade que rapidamente se transforma em amor. Porém, a Primeira Guerra Mundial força David a lutar pelo seu país, e Elspeth não pode fazer nada além de torcer pela sobrevivência de seu grande amor. Junho, 1940, começo da Segunda Guerra Mundial: Margaret, filha de Elspeth, está apaixonada por um piloto da Força Aérea Britânica. Sua mãe a alerta sobre os perigos de um amor em tempos de guerra, um conselho que Margaret não quer ouvir. No entanto, uma bomba atinge a casa de Elspeth e acerta em cheio a parede secreta onde estavam as cartas de amor de David. Com sua mãe desaparecida, Margaret tem como única pista do paradeiro de Elspeth uma carta que não foi destruída pelas bombas. Agora, a busca por sua mãe fará com que Margaret conheça segredos de família escondidos há décadas. Querida Sue é uma história envolvente contada em cartas. Com uma escrita sensível e cheia de detalhes de épocas que já se foram, Jessica Brockmole se revela uma nova e impressionante voz no mundo literário.

proibido

Introdução

Embora muitas pessoas com adventos tecnológicos tenha deixado a comunicação por carta no passado, eu tenho o costume de trocar cartas até os dias de hoje. Um dos motivos pelo qual fiquei curiosa em ler o livro foi esse. Mantenho amizades através delas e a expectativa de enviar e receber uma é tão grande. É uma grande pena que muitas das futuras gerações não terão esse prazer. Mas sempre que posso e quase diariamente, escrevo uma carta.

“…uma carta nem sempre é apenas uma carta.”

Querida Sue é o romance de estreia da autora Jessica Brockmole, nele encontraremos a história de uma escritora chamada Elspeth Dunn, ela tem uma vida pacata e bastante tranquila numa ilha chamada Skye. Tudo começa a mudar quando ela recebe uma carta de um fã chamado David. O livro narrado em cartas mostra a comunicação dela com esse fã durante 5 anos. Ao mesmo tempo, temos a filha de Elspeth, Margareth se correspondendo com Paul, com a própria mãe e outros personagens que vão aparecendo ao longo da trama. A primeira parte se passa durante a 1ª GM, a segunda é no começo da 2ªGM.

[divider]

Autora

Jessica Brockmole tem 35 anos, é casada e tem dois filhos. Nasceu nos Estados Unidos, mas morou por algum tempo na Escócia, onde escreveu seu romance de estreia à luz de velas, enquanto a família dormia. Querida Sue teve os direitos de publicação adquiridos em 22 países.

[divider]

Narrativa

A narrativa é feita através das correspondências trocadas por Elspeth e David, aos poucos vamos nos tornando mais íntimos dos personagens e criando um vínculo com os acontecimentos narrados por eles. Depois, por Margareth e Paul, que foi convocado a servir durante a 2ªGM.

A trama trabalha o passado e o presente de uma forma muito harmônica, não se perde, é tudo muito bem estruturado, com personagens diferentes, relevantes e carismáticos. Elspeth alerta sua filha das dores de se viver um amor distante e em tempos difíceis. Porém, para Margareth é tarde de mais, se vê apaixonada por Paul.

Não detalharei muito bem os personagens, mas com certeza, o que mais me cativou foi o David. A trama tem personagens bem distintos em ponto de vista, isso só enriquece a narrativa como um todo.

Uma trama apaixonante, não chega a ser eletrizante pois tem um desenvolvimento bem ameno. Mas a suavidade com que os detalhes são descritos, não tem como não se encantar com o que a autora propõe.

[divider]

Diagramação

O trabalho da capa desse livro foi escolhido pelos leitores através do site, confesso que foi a capa que escolhi e adorei essa interatividade que a editora dá aos leitores através das redes sociais. A diagramação interna é um padrão da editora e que se mantém eficiente e agradável.


[divider]

Considerações Finais

Querida Sue é um livro indicado para todo mundo que se permite vivenciar o amor. Onde prova que a barreira do tempo e do espaço, podem ser rompidas e se rompem de uma hora para outra. Um lindo começo na estreia de Jessica como escritora, tenho certeza que essa sensibilidade advinda dos personagens retornarão nas suas próximas tramas.