Após reforma realizada pela Vivo, espaço passa a conectar artistas e público com mais tecnologia, conforto, acessibilidade e programação variada

São Paulo (SP), 17 de setembro de 2019 – O Teatro Vivo volta à cena nesta quinta-feira (19), após um grande projeto de revitalização que promete transformá-lo em um dos principais espaços culturais da cidade de São Paulo. Localizado na Avenida Dr. Chucri Zaidan, 2.460, na capital paulista, o Teatro chega aos seus 15 anos com um novo projeto arquitetônico, exclusivos sistemas de iluminação e sonorização. Um espaço mais moderno, confortável e acessível para público, artistas e produtores, com capacidade para receber dois ou mais espetáculos em um mesmo período.

O projeto da reforma foi desenvolvido pela III Interior Design, by Triptyque Architecture e traz um upgrade tecnológico em toda a estrutura do espaço, com capacidade de 274 lugares, para proporcionar excelência na experiência do público e dos próprios artistas. “Estamos entregando aos paulistanos um teatro moderno e acolhedor, equipado com a mais alta tecnologia que certamente será um dos melhores espaços culturais da capital ”, afirma o CEO da Vivo, Christian Gebara.

A revitalização do teatro, executada com recursos próprios, reforça o compromisso da Vivo com a cultura no Brasil. “A Vivo acredita na arte como forma de valorizar e transformar a sociedade. Por isso mantemos o Teatro Vivo como espaço cultural de qualidade e apoiamos espetáculos em diferentes regiões do país, ampliando o acesso à cultura e conectando artistas e plateia”, revela o executivo. Somente em 2018, a empresa patrocinou 24 espetáculos, que impactaram mais de 540 mil espectadores em todo o país. 

Do foyer aos camarins

O novo Teatro Vivo se destaca já no foyer, com um sistema de iluminação automatizado, importado da Alemanha, com grid de luz do chão ao teto, que permite alterações de cores e tonalidades para demarcar os espaços e criar ambientações distintas. Paredes de material reflexivo e levemente difuso envolvem todo o ambiente e contrapõem a arquitetura original do prédio, que agora tem sua laje e tubulações expostas, compondo o ambiente. O novo café-bar oferecerá ao público um serviço versátil de bar lounge.

Logo na entrada do teatro, cortinas de veludo púrpura envolvem a passagem e remetem ao imaginário coletivo pela troca de materialidade. As paredes foram revestidas de madeira na parte inferior e logo acima, gomos acústicos, do mesmo tom das cortinas da entrada, tornam o espaço acolhedor. Novas poltronas foram reposicionadas sem alterar a capacidade do teatro, porém trazendo maior conforto e melhor visão de palco. “Tudo foi pensado para manter a atmosfera intimista que privilegia a proximidade do público com os artistas, considerada um diferencial do Teatro Vivo”, revela o curador, André Acioli.

O espaço também é o primeiro do Brasil a ter em seu ride o sistema Prodigy, projetado para salas que necessitam de um equipamento de fácil controle, com confiabilidade e segurança, além de conter mais varas de iluminação. Luminárias automatizadas permitem a dimerização e o controle absoluto sobre tonalidades e setores. Todo o aparato de áudio do teatro foi substituído por um equipamento de última geração, planejado para atender com a mesma pressão sonora a todos os espectadores, da primeira à última fileira.

backstage passou a contar com uma estrutura maior e aprimorada para a equipe técnica e os artistas. São três camarins, uma nova copa, repaginação da escada de acesso ao palco e melhor visibilidade da cabine técnica e das cabines de tradução. Destaque também para uma sala VIP destinada à recepção de convidados.

Acessibilidade em todos os ambientes

A acessibilidade do novo Teatro Vivo se constrói com várias escolhas do projeto, que buscam ampliar a participação das pessoas com deficiência. Foram construídas plataformas elevatórias dentro e fora do teatro. Além disso, houve diminuição de barreiras e obstáculos inclusive para quem trabalha na montagem dos espetáculos.

O espaço contempla ainda equipamento de áudio descrição e códigos de acesso e numerações das poltronas em braile, tudo para acolher e facilitar a acessibilidade para as pessoas com deficiência. Também serão priorizados espetáculos que apresentam tradução em Libras, como é o caso da peça de estreia, “Eu de Você”, com Denise Fraga. As apresentações deste espetáculo terão áudiodescrição e tradução em libras em todas as sessões. O acesso de cães-guia também segue liberado no Teatro Vivo.

Serviço:Teatro Vivo

Estreia 19 de setembro, às 21h

Espetáculo de estreia:  Eu de Você

Endereço: Av. Dr. Chucri Zaidan, 2.460

Morumbi – São Paulo  

Apresentações sextas-feiras, às 20h, sábados, às 21h, e domingos, às 19h

Ingressos R$50,00 (sextas-feiras) e 70,00, (sábados e domingos)

Duração: 80 minutos

Classificação: 12 anos

Gênero: Comédia Dramática