Os Escolhidos

Edição: 1
Editora: Galera Record
ISBN: 9788501400598
Ano: 2014
Páginas: 288

Desde a terrível guerra nuclear que assolou a Terra, a humanidade passou a viver em espaçonaves a milhares de quilômetros de seu planeta natal. Mas com uma população em crescimento e recursos se tornando escassos, governantes sabem que devem encontrar uma solução. Cem delinquentes juvenis — considerados gastos inúteis para a sociedade restrita — serão mandados em uma missão extremamente perigosa: recolonizar a Terra. Essa poderá ser a segunda chance da vida deles… ou uma missão suicida.

proibido

Introdução

Em The 100, a terra foi devastada por uma guerra nuclear e a única saída foi ir para o espaço. Uma distopia onde os humanos são divididos em espaçonaves e tres facções. 100 jovens “problemáticos” são enviados a terra para saber se podem receber as pessoas novamente.  Isso resume parte do livro nele conheceremos de perto Clark, Wells, Glass e Bellamy.

Narrativa

A narrativa é dividida entre esses 4 personagens. Clark é um garota orfã, seus pais foram condenados a morte.
Glass é um garota que quer pedir perdão e de despedir de seu grande amor, Luke.

Wells entra na missão por um objetivo, proteger Clark, embora eles não se deem muito bem (por motivos óbvios expressos no livro), quer ganhar novamente a confiança em Clark.

Bellamy embarca no último segundo a nave, motivo? Proteger sua irmã Octavia. Ele sempre foi responsável por ela e jamais deixaria ela partir sozinha.

A trama é cheia de reviravoltas, a autora trabalha com vários flashbacks que fazem sentido e compoem uma trama bastante agradável e fluída. Não senti dificuldade e nem nada que atrapalhasse a leitura. Pelo contrário, achei a trama sólida, cativante e com um toque de vários gêneros incutido em meio aos acontecimentos.

Os dados da viagem são bem pouco discutidos, há tantas problemáticas nos personagens que eles acabam meio que soltos a trama, mas nada que não possa ser conquistado e discutido num próximo livro.

O meu personagem favorito sem dúvida, foi Bellamy, ele tem o dom do sarcasmo, rebeldia e de fofura que acabou por se destacar dos demais personagens.

Diagramação

Trabalho excelente da editora, o livro ficou muito bonito. Confesso ser apaixonada por capas brancas. O livro é bastante chamativo.

Considerações Finais

The 100 é um livro diferente dos livros do gênero. Ele mescla vários subgêneros e consegue se tornar diferente pelo modo como a autora conduz a narrativa. Embora a série de tv seja inspirada no livro, ela é bastante diferente. Quem espera algo muito voltado para o distópico, talvez não saia satisfeito. O foco não está na distopia em si, e sim nos escolhidos para tal missão. Nisso Kass consegue cumprir de maneira bem clara e precisa. Mal vejo a hora de ler a continuação, pois o final desse livro fica em aberto. Algumas questões precisam ser discutidas e reveladas. Ou seja, não é um livro que para só nesse volume, é preciso ler a sequência.