Todos os nossos ontens

ISBN-13: 9788581637983
ISBN-10: 8581637981
Ano: 2015 / Páginas: 352
Idioma: português
Editora: Novo Conceito

Introdução

Depois de uma dose dupla de Young Adults, fui correndo pra minha amada e ao mesmo tempo odiada distopia. Por sorte, me surpreendi com a escrita de Cristin.

Em Todos os nossos ontens, o mundo muda drasticamente com a uma máquina (Cassandra) que permite voltar no tempo. Essa máquina foi construída para corrigir erros que afetaram a humanidade como um todo… Porém, a ambição e o poder foram maiores para o Diretor, que a utilizou para manipular os acontecimentos ao seu favor. Em, é uma prisioneira que está cela há alguns meses e as únicas pessoas com quem tem contato são os guardas, um doutor e o diretor. Há constantes torturas para saber onde estão alguns documentos e claro, ela não diz. Enquanto isso, Marina é uma adolescente bem sem graça e se importa mais do que deveria com seu melhor amigo. Claro que ela nutre um sentimento por ele e um dia ela é convidada por ele a um evento no trabalho do irmão dele, porém as coisas não vão como ela planejava. O foco da trama está pautado tanto na vida de Marina quanto na de Em.

Todos os nossos ontens venceu o Thriller Award na categoria melhor YA.

Sobre Cristin Terrill

é formada em teatro pela Vassar College e tem mestrado em estudos de Shakespeare pelo Shakespeare Institute de Stratford-on-Avon, no Reino Unido. Atualmente, ela mora nos arredores de Washington e ensina escrita criativa para crianças e adolescentes.

Edições estrangeiras

17451105 18754104 19162617 18518991 18711738 21875636 25268189

Narrativa

A narrativa é alternada por Marina e Em, escrita sob o ponto de vista de ambas, sendo assim, dita um ritmo bem elaborado pela autora. Pois fornecem um misto de sentimentos que aos poucos vão ganhando mais forma quando conhecemos os personagens. A trama me surpreendeu positivamente, aos poucos vamos descobrindo os segredos que estão por trás dessa trama nauseante. É incrível como se pode inovar em livros desse gênero e a “brincadeira” com o tempo e com as viagens que ocorrem na trama, não tem como não se encantar com toda atmosfera criada pela autora, de um jeito único e num ritmo veloz.

Embora tenha gostado dos personagens em alguns aspectos, o fato da trama acontecer rapidamente, foi difícil me apegar a um personagem si. Eu prefiro livros onde as descrições sejam bem detalhistas e não foi o caso desse. Em alguns pontos até concordo que pode se desenvolver sendo objetivo, mas no caso desse livro, eu achei que faltou.

Capa e diagramação

Confesso não ter muito fã da capa do livro, mas a editora adotou a capa de uma publicação estrangeira. Mas assumo que ela faz total sentido na trama. A diagramação está agradável e sem exageros.

Considerações finais

Todos os nossos ontens, é um livro obrigatório para quem adora distopia. Os acontecimentos são reveladores e eu duvido que descubra o final desse livro, pois nem imaginava que ele terminaria da forma como terminou. Ou seja, Cristin é fantástica no que fez com essa obra e só fiquei com um gostinho de quero mais.