Yaqui Delgado Quer Quebrar a Sua Cara

ISBN-13: 9788580577150
ISBN-10: 8580577152
Ano: 2015 / Páginas: 272
Idioma: português
Editora: Intrínseca
line

Uma garota surge de repente no caminho da adolescente Piddy Sanchez para avisá-la de que Yaqui Delgado vai acabar com ela. Piddy acabou de mudar de escola e nem faz ideia de quem seja Yaqui, muito menos do que pode ter feito de tão errado para apanhar. Mas Yaqui sabe quem ela é, e a odeia.

Piddy Sanchez não tem descanso. Ser filha de uma imigrante cubana nos Estados Unidos e crescer sem pai já era bem difícil sem ter alguém a odiando. No ensino médio da nova escola, seu corpo atraente desperta tanto os olhares dos meninos quanto o da esquentada Yaqui, que começa atacando a novata com ameaças cruéis, mas demonstra ser capaz de muito mais que isso, tornando a vida de Piddy um verdadeiro inferno dominado pelo medo. Denunciar Yaqui não é uma opção. Fugir não adianta. O importante agora é sobreviver.

Introdução

Yaqui delgado quer quebrar a sua cara, Piddy Sanchez é uma garota que cursa o segundo do ensino médio, ela mudou de casa e por consequência de escola. Mas quando chega, não é tão bem recepcionada. Já é alertada: – Yaqui delgado quer quebrar sua cara. Piddy se sente acuada em um ambiente novo e sua vida muda totalmente depois dessa constatação. Embora ela não ache motivo para tal agressão, Yaqui tem raiva da atenção que os garotos, inclusive seu namorado, dá ao corpo de Piddy. Em casa, ela está cansada de indagar sobre seu desconhecido pai, mas as fofocas dos colegas de sua mãe acabam por estreitar a relação entre ela e sua mãe.

Sobre Meg MedinaFoto -Meg Medina

Meg Medina é uma escritora americana de ficção jovem, cresceu em Queens, Nova Iorque, onde ela conheceu seu marido Javier Menéndez, de ambos os pais emigrantes de Cuba, que serve como uma grande inspiração para a sua escrita, conhecida por seu livro Yaqui Delgado Quer Quebrar a Sua Cara, que foi proibido em algumas áreas devido ao seu título.

Edição estrangeira

Yaqui Delgado Wants to Kick Your Ass

Narrativa

A narrativa conduzida por Piddy Sanchez é fascinante. De um modo bem realista, sim próximo da idade da protagonista. Em poucas páginas você já fica entregue a narrativa. A maioria dos personagens são mulheres e cada uma apresenta uma singularidade bem intrigante. Meus personagens favoritos são Lila (a tia de Piddy) e a mãe, Claudia. Ambas tem funções muito importantes durante a trama. Os costumes latinos são bem aprofundados nos diálogos da Claudia. Enquanto Lila é a tia engraçada, amiga e bastante fiel. Piddy é uma garota de fácil afeição, embora em alguns momentos pareça frágil, aos poucos vemos o quanto ela se desenvolve e cria artifícios pra seguir em frente. A reflexão que a narrativa propõe ao leitor passa as páginas. É um livro de leitura obrigatória para todos que frequentam o colégio e tenho certeza que muitos encontraram um pouquinho de si na trama. Embora promova discussões pesadas, tudo é trabalhado de um modo leve e alguns momentos, bem divertido.

Diagramação

A diagramação do livro é bem confortável, são divididas em boas páginas amarelas. A capa é exatamente a mesma da edição americana, ou seja, para os que costumam reclamar das capas brasileiras, olha a capa só foi adaptada ao título em português.

Considerações Finais

Yaqui delgado quer quebrar a sua cara, é uma mescla de gêneros e apresenta uma temática atual e bastante discutida no mundo todo. Piddy é uma protagonista crível, Yaqui tem força como “vilã” da trama. Os elementos da cultura latina são muito presentes, algo que dificilmente vemos em livros do gênero, pelo menos dos que li.