Caminho para Woodbury – Livro 2 – Robert Kirkman e Jay Bonasinga
woodbury_review
Edição: 1
Editora: Galera Record
ISBN: 9788501401878
Ano: 2013
Páginas: 336
Tradutor: Joana Faro

Há alguns meses que Philip Blake, o temido e ao mesmo tempo adorado Governador, organizou Woodbury para que a cidade murada fosse um local seguro no qual as pessoas pudessem viver em paz em meio ao apocalipse zumbi. E paz e segurança é tudo que Lilly Caul, que tenta desesperadamente sobreviver a cada dia que nasce, quer. Porém, mal sabe ela que seguir em direção a Woodbury é estar a um passo do perigo. Uma horda de errantes famintos não é nada perto do que se pode encontrar por lá.

proibido

Introdução

No segundo livro da série TWD, Lilly Caul, uma personagem bastante comum e está saindo de um grupo para entrar em outro no qual talvez não dure muito tempo. O segundo livro da série também deixa os leitores bastante curiosos com o que acontecerá. É imprevisível e bastante concentrado em ações.  Lilly e seus companheiros de viagem, Hamilton, Bob, Megan e Steve, chegam a Woodbury.

Narrativa

Com a narrativa bastante envolvente o autor trabalha e faz com que os personagens – pelo menos alguns deles – sejam piores e mais perigosos que os errantes. O livro não preenche muito as lacunas que deixam na série. Terá outra parte do “início de como tudo começou” em Woodbury. Lilly não apareceu na série, confesso ter aos poucos adquirido um interesse maior por ela. Pois aos poucos vemos o quanto Lilly é forte e disposta a enfrentar até pessoas que são mais fortes. Ganhamos novas informações sobre os personagens já desenvolvidos no livro anterior. Conhecemos outros segredos por trás da cidade e vemos um Governador muito mais condizente com o que se conhece na série de tv. Duro, cruel e muito inteligente. Com um alto poder de persuasão, um líder.

Quote Favorito

“Lily observa a turba de cidadãos ao longe entrando na arena. Por um terrível instante, ela relembra cenas de antigos filmes de terror, multidões furiosas de cidadãos  com tochas e armas primitivas aproximando-se do castelo de Frankenstein, querendo o sangue do monstro. Lily estremece. Ela percebe que agora todos são monstros – todos eles – incluindo ela e Bob. Agora Woodbury é o monstro. – 235

Considerações Finais

O livro me intrigou bastante. Pois do começo para o fim, só temos a crescente dos personagens que estão indo para um lugar sem volta. Do meio para o fim, temos os primeiros contatos e conclusões. O livro deixa uma brecha grande para o próximo. Portanto, deixa os leitores roendo as unhas para a continuação. Robert e Jay fazem uma ótima dupla, ficou mais do que provado que sabem deixar o leitor curioso e atento a cada passo dos personagens. Conseguem manter o interesse pela história, sem comprometê-la ou ficar decepcionado com o fim que tem. As escolhas feitas pelos autores é bem acertiva e condizente.

Se busca um final feliz, infelizmente não vai encontrá-lo em O Caminho Para Woodbury. Nesse volume assuntos como corrupção, mentiras, chantagens e todo o tipo de falcatrua está por trás do personagem mais polêmico e intrigante da série, o Governador.