Dois Garotos se Beijando

ISBN-13: 9788501102096
ISBN-10: 8501102091
Ano: 2015 / Páginas: 224
Idioma: português
Editora: Galera Record

Do lado de fora da escola, ao ar livre, rodeados por câmeras e por uma multidão que, em parte apoia e em parte repudia o que estão fazendo, Craig e Harry estão tentando quebrar o recorde mundial do beijo mais longo. Craig e Harry não são mais um casal, mas já foram um dia. Peter e Neil são um casal. Seus beijos são diferentes. Avery acaba de conhecer Ryan e precisa decidir sobre como contar para ele que é transexual, mas está com medo de não ser aceito depois disso. Cooper está sozinho. Passa suas noites em claro, no computador, criando vidas falsas online e seduzindo homens que jamais conhecerá na vida real. Mas quando seus pais descobrem seu passatempo proibido, o mundo dele desaba. Cada um desses meninos tem uma situação diferente. Alguns contam com o apoio incondicional da família, outros não. Alguns sofrem com o bullying na escola, outros, com o coração partido. Mas bem no centro de todas essas histórias paralelas está o amor. E, através dele, a coragem para lutar por um mundo onde esse sentimento nunca seja sinônimo de tabu.

Introdução

Dois Garotos se Beijando, é uma trama que vai te proporcionar questionamentos e discussões sobre: relacionamentos, indentidade, preconceito, tecnologia e comportamentos que são frequentes e bem críticados pelos conservadores. É um livro que tira muitos da zona de conforto e que de alguma forma, promove argumentos válidos sobre o assunto.

Sobre David Levithan

David Levithan é um editor de livros infantis e um autor norte-americano premiado. Publicou o seu primeiro livro, Boy Meets Boy, em 2003. A obra de Levithan tem provocado protestos de conservadores de direita.

Site oficialTwitterFacebook

Edições estrangeiras

17237214 20453480 22463952

Narrativa

A narrativa é conduzida em terceira pessoa, são vários personagens e situações cotidianas e impactantes. E o mais curioso: não existem capítulos, algo que Levithan adora brincar é com a possibilidade de mudança do formato usual.

Na trama:

  • Começamos por Harry e Craig, são ex-namorados, mas decidem quebrar um recorde do beijo mais longo de todos os tempos (32 horas) numa tentativa de diminuir a homofobia, após um de seus amigos, Tariq, ser espancado só pelo fato de ser gay.
  • Peter e Neil, é um casal que ainda está se acostumando com a estabilidade do relacionamento. Lidando com o novo, vamos juntos com eles a um misto de sentimentos que um desenvolve pelo outro.
  • Avery e Ryan, acabam se conhecendo em um bailte do colégio. Ambos são bem exóticos e adoram chamar atenção. Mas Avery esconde um segredo e vive na dúvida de como contar isso a Ryan.
  • Cooper, é um garoto que passa muito tempo conversando em sites de conteúdo adulto. Ele se descobriu gay sozinho e adora se exibir para estranhos. Um dia, ele esquece o notebook aberto e o seu pai descobre o que ele andava fazendo. O pai de Cooper acaba o expulsando de casa. Sozinho e sem pra onde ir, Cooper começa a lidar com uma série de questões sobre suas decisões.

Há um bom ritmo entre as histórias, embora não tenha capítulos, Levithan ganha pela simplicidade do diálogo e dos acontecimentos bem desenvolvidos.

Diagramação/Capa

Eu simplesmente adorei a capa feita pela Record, embora tenha gerado uma discussão bem grande por não ter a foto dos garotos, gostei muito do trabalho gráfico.

Considerações Finais

Dois garotos se beijando, foi a melhor experiência que tive com os livros do autor. Diferente, organizado, centrado, personagens desenvoltos e com discussões muito interessantes sobre o universo GLBT.