Eu Nunca...

Edição: 1
Editora: Rocco
ISBN: 9788579801884
Ano: 2014
Páginas: 288
Tradutor: Joana Faro

Autora da bem-sucedida série Pretty Little Liars, Sara Shepard mostra que sabe mesmo prender a atenção dos adolescentes com histórias que mostram o lado obscuro de garotas bonitas e cheias de segredos. Segundo volume de sua outra série de sucesso, The Lying Game, Eu nunca… traz a jovem Emma Paxton vivendo sob a identidade de sua irmã gêmea morta. Mas quanto mais revira o passado de Sutton para descobrir quem a matou, mais a vida de Emma está em perigo. Afinal, todos a sua volta são suspeitos, nesta intrincada trama de mistério, intrigas, romance e reviravoltas.

proibido

Introdução

Preste a completar 18 anos, Emma Paxon, descobriu que tem uma irmã gêmea. Porém, ela chega tarde demais. Sutton Mercer, está morta. Foi assassinada e Emma é confundida e é obrigada a assumir a vida de Sutton. Ela vê vários possíveis assassinos da morte da irmã, porém, há muitos suspeitos. Ela terá de investigar a morte e além saber quem o que fez, deseja saber o motivo pelo qual foi morta.

Em Eu Nunca… as peças do quebra cabeça na vida de Emma começam a se encaixar, a trama que ganha corpo através das suspeitas das irmãs apelidadas de gêmeas do Twitter, Lillianna e Gabriella.

Narrativa

A narrativa vai crescendo de forma gradual e atiçando a curiosidade do leitor. As suspeitas recaem a essas “gêmeas” pois no passado, Sutton aprontou gravemente com uma delas, o que seria um bom motivo para um possível acerto de contas. Emma vai conhecendo mais sobre o passado de sua irmã, atitudes cruéis e duvidosas vão gerando ainda mais questionamentos por parte da mesma. Mas continua bastante disposta a continuar investigando quem seria o mentor ou mentora da morte de Sutton. Ao longo da trama, temos o ponto de vista de Sutton, o que dá o leitor mais informações do que a própria Emma tem acesso, o que por parte da trama ganha mais curiosidade e uma vontade louca de contar e ajudar Emma.

Diagramação

A Rocco tem um padrão interessante para os livros da Sara, embora não seja a mesma série de PLL, o padrão é muito próximo e um pouco complementar. O primeiro livro a capa é preta e as gêmeas estampam a capa, nesse segundo, não foi diferente. Espero que continue assim.

Considerações Finais

Sou fã assumida das tramas de Sara Shepard, eu já devo ter dito isso em algum momento. Pois ela brinca com o leitor durante muito tempo e não deixa perder o interesse. Confesso que essa série está me motivando mais a ler do que a própria série PLL, é tudo mais fresco e menos enrolador. Algumas perguntas como sempre, ficam sem respostas, mas encontramos outras perguntas e respostas anteriores (ou não). Instigante e tem o toque de Sara, deixa o leitor entretido desde o primeiro capítulo.