Viva para Contar – Lisa Gardner 

Viva para contar

Edição: 1
Editora: Novo Conceito
ISBN: 9788581630168
Ano: 2012
Páginas: 480

Em uma noite quente de verão, em um bairro de classe média de Boston, um crime inimaginável foi cometido: quatro membros da mesma família foram brutalmente assassinados. O pai — e possível suspeito — agora está internado na UTI de um hospital, entre a vida e a morte. Seria um caso de assassinato seguido por tentativa de suicídio? Ou algo pior? D. D. Warren, investigadora veterana do departamento de polícia, tem certeza de uma coisa: há mais elementos neste caso do que indica o exame preliminar. Danielle Burton é uma sobrevivente, uma enfermeira dedicada cujo propósito na vida é ajudar crianças internadas na ala psiquiátrica de um hospital. Mas ela ainda é assombrada por uma tragédia familiar que destruiu sua vida no passado. Quase 25 anos depois do ocorrido, quando D. D. Warren e seu parceiro aparecem no hospital, Danielle imediatamente percebe: vai acontecer tudo de novo. Victoria Oliver, uma dedicada mãe de família, tem dificuldades para lembrar exatamente o que é ter uma vida normal. Mas fará qualquer coisa para garantir que seu filho consiga ter uma infância tranquila. Ela o amará, independentemente do que aconteça. Irá protegê-lo e lhe dar carinho. Mesmo que a ameaça venha de dentro da sua própria casa. Na obra de suspense mais emocionante de Lisa Gardner, autora best-seller do The New York Times, a vida dessa três mulheres se desdobra e se conecta de maneiras inesperadas. Pecados do passado são revelados e segredos assustadores mostram a força que os laços de família podem ter. Às vezes, os crimes mais devastadores são aqueles que acontecem mais perto de nós.

Introdução

É o primeiro livro da autora que leio e ele já me deixou curiosa quanto aos outros. Já tivemos notícias que a Novo Conceito irá publicar mais dois livros da autora aqui no Brasil e isso já me deixa curiosa.

Narrativa

É de uma qualidade que me encantou. Juntar 3 histórias em uma só, focar em 3 personagens em uma trama macabra e muito bem pensada é algo de se considerar. Pois muitos dos livros que li sobre o assunto recentemente pouco me deixaram extasiada quanto Lisa me deixou, principalmente com Evan. Danielle, Victoria e D.D são as mulheres que falei logo acima. Danielle é a única sobrevivente de um massacre em sua família. Victória tem um filho especial que sofre de transtornos, cuida sozinha do menino sozinha o quanto pode até que as coisas fiquem incontroláveis. D.D é uma investigadora que analisa os casos e seus desfechos. 3 mulheres diferentes, corajosas e interessantes. O que já deixa o leitor extasiado é a frequência que as coisas acontecem. O dom da palavra da autora ajuda muito para que a narrativa não seja cansativa e nem monótona. Evan e outros meninos citados na narrativa, me lembraram muito Damian do filme, A Profecia.

Momento Macchiato

“Toc, toc.

Quem é?

Evan.

Quem é Evan?

Evan, é o garotinho que ama você.

Toc, toc.

Quem é?

Evan.

Quem é Evan?

Evan, o garotinho que quer matar você” – pag 369

Considerações Finais

Um livro que te deixará algumas noites sem dormir, a vontade de concluí-lo e solucionar o caso o mais breve possível permeia toda a narrativa. Saber um culpado, saber o que acontece, saber o que aconteceu e não soubemos de início. É um livro que vai mexer com seus dotes para desvendar uma trama que fica debaixo do nariz, só que não a percebe com tantos personagens que estão a volta.

Indicado para

os curiosos que buscam uma trama forte, competente e muito bem desenvolvida. Que provavelmente ficarão como eu, roendo as unhas para um próximo livro da autora por aqui.