Funny Girl  

ISBN-13: 9788535925562
ISBN-10: 8535925562
Ano: 2015 / Páginas: 424
Idioma: português
Editora: Companhia das Letras
line

Os anos 1960 estão fervilhando e toda a Inglaterra está impressionada com o sucesso improvável de Sophie Straw, a nova estrela das comédias que saiu de Blackpool, uma pequena cidade no norte do país, adora Lucille Balle e sempre teve o sonho de fazer as pessoas darem risada.

Nos bastidores, o elenco e a equipe estão vivendo o melhor momento de suas vidas. Porém, quando o roteiro do programa televisivo Barbara (e Jim), estrelado por Sophie, começa a ficar familiar demais, e a vida começa a imitar a arte, todos terão de fazer escolhas e Sophie Straw, que mudou de nome e abandonou sua vida anterior, precisa decidir se continua com eles ou muda de canal.

Introdução

Em Funny Girl, Barbara Parker é uma jovem do norte da Inglaterra, que tem um sonho: se tornar atriz de comédia. Lucille Ball é a sua grande inspiração. Ela trabalhava em uma loja em Blackpool mas quando participa de um concurso de Miss da cidade, ganha e renuncia e vai atrás de seu sonho. Barbara vai pra Londres e adota o nome de Sophie Straws e consegue um papel de protagonista para uma série de tv. A sitcom recebe bastante atenção e Sophie se torna uma promessa. Focado no universo da série e os personagens são atores, diretores e a produção. Barbara pode ser a protagonista, mas todos os personagens são tão importantes quanto ela. Acompanhamos toda a sua ascenção e todas as dificuldades de uma menina que é de cidade pequena e vai para uma grande cidade atrás de um sonho.

Cheio de referência dos anos 60, como não amar? Eu sou bem suspeita a falar dos livros do Nick, pois desde o primeiro livro que li Alta Fidelidade, acompanho todos os seus livros com muito carinho.

Sobre Nick Hornby

Nick Hornby é um escritor inglês. Em seu trabalho ele utiliza frequentemente esportes, música, e as personalidades obsessivas de suas personagens principais.

Site oficialfacebook

Edições estrangeiras

22749994 23249264 25552482 23595521 23567830 25159291

Narrativa

O ponto alto de Nick sempre é o cuidado com a narrativa. Cheia de elementos divertidos e bons diálogos. Disso acho que quem já acompanha o blog a algum tempo e leu alguma resenha que fiz do autor, já sabe. A trama tem elementos que conquistam o leitor facilmente. É uma leitura muito leve e agradável. As 424 páginas simplesmente fisgam o leitor. O aspecto da vida imitando a arte me atrai bastante, pois é assim que o público se identifica e torna a obra muito mais conhecida. Apesar de não ser muito fã de protagonistas, Barbara me encantou pela coragem de abandonar uma vida confortável e simples pra um lugar que ela mal imaginava se daria certo ou não. O risco era grande, porém, aos poucos vamos vendo os frutos que são colhidos pela adorável “Sophie”.

Diagramação / capa

Gostei muito da capa do livro, há uma harmonia muito bem explorada pela editora, espero que continuem trabalhando nessa identidade. Não foram encontrados erros que comprometessem a leitura.

Considerações Finais

Hornby pra mim, é um dos melhores autores contemporâneos. Ele diverte, faz boas referências e promove bons diálogos e evoca boas discussões. Pra alguns pela sinopse, seria um livro fútil, para outros, uma grande discussão sobre a presença das mulheres na comédia e sobre como os sonhos podem surpreender e estimular.