Marcada Para Morrer

ISBN-13: 9788578812232
ISBN-10: 8578812239
Ano: 2014 / Páginas: 392
Idioma: português
Editora: Pavana

A caça-recompensas Rachel Morgan, uma bruxa atrevida e corajo­sa, tenta manter sob controle um mundo em constante ebulição. Frustrada com seu empre­go, ela pede as contas e passa a trabalhar como autônoma. A decisão intempestiva lhe custa a ira do ex-chefe, que coloca sua cabeça a prêmio. Enquanto tenta proteger a própria vida, Rachel começa a investigar um esquema de tráfico de biodrogas e ganha a ajuda inesperada de Ivy, uma vampira sedutora, e de Jenks, um pixie rabugento mas muito eficiente.

Introdução

Em Marcada para morrer, Rachel Morgan é uma bruxa que trabalha em para uma agência (SI) que captura seres sobrenaturais que estão vivendo mundo a fora. Rachel trabalha como caçadora de recompensas, porém, ela não pode ser considerada boa no que faz. Durante uma caçada a um leprechaun, ela consegue 3 desejos. Um deles é se livrar do chefe mala. Ela monta junto com Ivy e Jenks uma agência de detetives. Porém, o chefe não fica nada feliz, pois Ivy é uma das melhores agentes de campo. Ele bota a cabeça da ex-funcionaria atapalhada a prêmio. Além de impedir que seja morta, Rachel terá de lidar com um esquema de tráfico de biodrogas.

Esse é o primeiro livro de uma série de 13 livros, intitulada The Hollows. Ou seja, aguenta coração². A série de livros é tão famosa, que já existem 2 graphic novels e que eu super espero que publiquem no Brasil.

Sobre Kim Harrison

Kim Harrison, autora do New York Times # 1 best-seller, com série Hollows, nasceu em Detroit. Depois de ganhar seu bacharelado em ciências, ela se mudou para Carolina do Sul, onde permaneceu até recentemente de voltar para Michigan, porque ela sentiu falta da neve. Ela está atualmente trabalhando em Peri Reed Chronicles, e quando não em sua mesa, É provável encontrá-la cuidando de seu jardim.

Site oficialFacebookTwitter

Edições estrangeiras

30264 843633 1310902 8357597 18929907

Narrativa/Personagens/Ambientes

A narrativa é feita em primeira pessoa, sob o ponto de vista de Rachel. Porém, confesso que essa “bruxinha” pode causar estranhamento, ela é bastante fútil, desastrada e não parece lá muito preocupada com profissionalismo.

Enquanto ela foge da morte iminente, o mais irônico é ela resolver um caso para agência que ela mesma se demitiu para tentar “livrá-la” da morte. Ivy é como disse anteriormente, seu extremo oposto. Mas elas tem algo em comum: ambas são meio atrapalhadas. Há uma relação totalmente estranha entre Ivy e Rachel. Rachel se mostra preocupada e ofendida, mas ao mesmo tempo, quer ser mordida por Ivy. Se excita só em pensar. Porém, isso torna tudo mais atrapalhado do que parece. Jenks, embora seja meio rabugento, ele é o personagem que salva a Rachel nos piores momentos. Ele é um pixie e sempre a avisa quando perigo está próximo.

A cidade onde se passa a trama é Cincinnatti, onde os seres/criaturas da noite se reunem em Hollows.

O ponto forte da trama é justamente o universo que autora cria para esses personagens acontecerem. Seres como pixies, lobisomens, vampiros, fadas, bruxas, entre outros. A concepção de vampiros vivos e mortos. Criar uma categoria de seres impercebidos (todos esses seres que já havia mencionado).

Diagramação

Adorei a capa produzida pela Pavana, confesso que supera e muito a das edições estrangeiras. Não tive dificuldades quanto a diagramação, ela é bem confortável. Não foram encontrados erros que atrapalhem a leitura. Porém, em alguns momentos a fluidez da leitura, ficou um pouco comprometida. É difícil pra alguém que não está tão acostumada com denominações do urban fantasy, porém, com calma, tudo se entra nos eixos.

Considerações Finais

Marcada para morrer, é um livro que abre uma série e deixa um pontinho de curiosidade e interrogação na mente de quem o lê. Não é melhor do gênero, mas não está entre os piores. A leitura é repleta de ação. Menos detalhes, mais acontecimentos. Quem curte uma narrativa onde a ação predomina, você precisa começar a lê-lo. Se prefere, os detalhes e um ritmo mais lento, não encontrará nessa obra.

A mistura de romance sobrenatural com urban fantasy é bem cativante, embora eu não tenha curtido a protagonista desastrada, sexy e pra lá de fútil, “prevejo” um bom futuro a série. Além do que, ela já arrebatou muitos fãs lá fora, acredito que não será diferente por aqui. Para a minha sorte, a continuação estava as minhas mãos. E pra de vocês, saberão o que achei, amanhã.