direitos

No Escuro – Elizabeth Haynes 

noescuro_review

Edição: 1
Editora: Intrínseca
ISBN: 9788580572940
Ano: 2013
Páginas: 336
Tradutor: Mauro Pinheiro

Catherine aproveitou a vida de solteira por tempo suficiente para reconhecer um excelente partido quando o encontra: lindo, carismático, espontâneo… Lee parece bom demais para ser verdade. Suas amigas concordam plenamente e, uma por uma, todas se deixam conquistar por ele. Com o tempo, porém, o homem louro de olhos azuis, que parece o sonho de qualquer mulher, revela-se extremamente controlador e faz com que Catherine se sinta isolada. Amedrontada pelo jeito cada vez mais estranho de Lee, Catherine tenta terminar o relacionamento, mas, ao pedir ajuda aos amigos, descobre que ninguém acredita nela. Sentindo-se no escuro, ela planeja meticulosamente como escapar dele. Quatro anos mais tarde, Lee está na prisão e Catherine, agora Cathy, tenta reconstruir a vida em outra cidade. Apesar de seu corpo estar curado, ela tornou-se uma pessoa bastante diferente. Obsessivo-compulsiva, vive com medo e insegura. Seu novo vizinho, Stuart Richardson, a incentiva a enfrentar seus temores. Com sua ajuda, Cathy começar a acreditar que ainda exista a chance de uma vida normal. Até que um telefonema inesperado muda tudo. Ousado e poderoso, convincente ao extremo em seu retrato da obsessão, No escuro é um thriller arrebatador.

proibido

Introdução

Desde a sinopse, o livro me deixou bastante curiosa quanto ao conteúdo. O livro mantém o mistério até que as cenas vão pintando no imaginário do leitor. Um livro com uma narrativa bastante forte e infelizmente próxima de muitas mulheres que são agredidas e quase assassinadas por seus parceiros.

Narrativa

A narrativa de Haynes é muito boa, porém, não é para qualquer um. É preciso ter um pouco de sangue frio, ou talvez a leitura seja pausada até recobrar forças para continuá-la. Eu gosto de ler livros sobre o gênero, pois existe um pouco de muitas histórias parecidas com as que são colocadas na narrativa. Mesmo que não seja uma biografia, ou um livro com fatos reais, o livro é bastante próximo. Já vem de um tempo que os livros que contém narrativas mais próximas da realidade tem me agradado mais. No Escuro, não foi diferente.

O livro conta a vida de Catherine, ela foi agredida pelo namorado Lee, um policial que acaba sendo acusado pela agreção. Tentando fugir de tudo e todos. Ela vai morar em Londres, para não ser mais perseguida por ele. No mesmo lugar onde passa morar, conhece Stuart, um cara que está disposto a ajudá-la em seus medos e fobias. Catherine com todo tipo de agressão sofrida, tem crises de Sindrome do Pânico e TOC. Só que com seus relatos é perfeitamente normal ela ter esse medo, mesmo que houvessem passados anos. Lee nutre uma paixão doentia pela moça. Catherine terá de lidar com os piores medos e fobias possíveis. E ao mesmo tempo temos conhecimento de seu passado com Lee.

Diagramação

Eu particularmente gosto da capa e da combinação de cores. A imagem da garota desfocada, faz todo o sentido na trama. As chaves e a cama também. Basta ter o contato com a trama, que a sociação é imediata.

Quote Favorito

“Por instantes não consegui sentir meus braços, e então me dei conta de que estavam presos às minhas costas, bem firme. Dos ombros até as pontas dos meus dedos só havia dor, brusca e violenta.

Algemas.

Abri os olhos com algum esforço, já sendo dominada pelo pânico, e vi que estava deitada de lado, meu rosto no carpete. Um carpete cinza, familiar. Estava em casa, então; no quarto de hóspedes.”

Considerações Finais

Haynes cria uma narrativa bastante completa e complexa. O que faz com que o leitor fique a par de quase tudo.

É um livro recomendassímo para quem gosta e esteja disposto a ler algo bastante “grosseiro”. É um livro tão forte quanto Palavras Envenenadas da escritora Maite Carranza. No Escuro é um livro que provavelmente vai ficar no seu imaginário por muito tempo. Pois no meu eu tenho certeza que vai.