O Amor Mora Ao Lado

Edição: 1
Editora: Novo Conceito
ISBN: 9788581630526
Ano: 2013
Páginas: 160
Tradutor: Paula Gentile Bitondi

Lacey Lancaster sempre quis ser esposa e mãe. No entanto, depois de um divórcio bastante doloroso, ela decide que é hora de dar um tempo em seus sonhos e seguir sozinha mesmo. Mas não tão sozinha: sua gatinha abissínia, Cléo, torna-se sua companhia de todas as horas. Até é uma vida boa — um pouco aguada, é verdade — a de Lacey. A não ser por seu escandaloso vizinho, Jack Walker. Quando Jack não está discutindo, sempre em voz muito alta, com sua namorada — com quem insiste em morar junto — está perseguindo seu gato, chamado Cão, pelos corredores do prédio. E Cão está determinado a conseguir que a gatinha Cléo sucumba aos seus avanços felinos. Jack e Cão são realmente muito irritantes. Mas acontece que a primeira impressão nem sempre é a que fica…

proibido

Introdução

Não é de hoje que os livros da Debbie encantam. Da mesma forma que encanta, ela decidiu agradar os seus leitores com uma história sobre gatinhos, afinal, quem não gosta de gatinhos? *-*

O livro conta a história de Lacey, divorciada há quase um ano, mas que não consegue seguir em frente quando é traída e seu vizinho Jack, que é um vizinho com quem ela tem constantes encontros pelo prédio. Lacey tem uma gatinha chamada Cleo e Jack tem um gatinho chamado Cão.  Um dia, Cleo fica prenhe de Cão, com isso, ambos se aproximam. Mesmo a contragoto de Lacey, aos poucos vão se entendendo.

Book Trailer

Narrativa

O livro possui uma narrativa bem curtinha, pode até ser catalogado como um conto. Personagens e situações são bem objetivas.

A leitura é bem breve, mas faz com que o leitor precise de mais. Alguns vão gostar, outros nem tanto por esse motivo. É uma narrativa voadora, quando percebe, já foi. Atualmente, prefiro esse tipo de narrativa, sem muitos detalhes ou aprofundamento. Peguei uma série de livros em que os detalhes eram tão bem trabalhados que a leitura demorava a fluir. É um livro muito bom para quem está com ressaca literária e precisa de algo mais leva e não tão trabalhoso de ler. O livro tem um conteúdo previsível, porém, os personagens são graciosos, tanto os felinos com os personagens humanos. Além de Lacey e de Jack, temos: Sarah (irmã de Jack) e Mark (namorado de Sarah). Mesmo que seja objetivo, ele é igual chiclete, quando inicia, não para mais até que o desfecho chegue.

Diagramação

Pra mim, foi a capa mais bonita de setembro. Ela é simples, mas direta. Mostra Jack com Cão e um lado e Laycey com Cléo do outro. Cores, imagem, texto e orelhas em harmonia. Nada a mais.  A cada começo e final de capítulo tem a imagem de 2 gatinhos, que deixam claro que são Cléo e Cão.

Considerações Finais

Como dito anteriormente, narrativa leve, doce e muito fofa. Um livro que se lê em pouco tempo, mas que deixa um gostinho de quero mais. Quero mais de Cléo e Cão, quero mais de Jack e Lacey. Debbie definitivamente sabe como cativar o leitor do melhor jeito: com simplicidade e personagens carismáticos.

No final a autora passa até receitinhas de petiscos para felinos. Quem tem felinos vai ainda ganhar receitinhas para agradar os seus bichanos.