O amor segundo Buenos Aires
ISBN-13: 9788580579178
ISBN-10: 8580579171
Ano: 2016 / Páginas: 288
Idioma: português
Editora: Intrínseca
line

Introdução

Em O Amor segundo Buenos Aires, Hugo vai junto com sua namorada Leonor morar em Buenos Aires, com o objetivo de que que ela possa ter uma relação melhor com o pai dela. O que Hugo não imaginava era o quanto se encantaria pela cidade. Porém, o relacionamento dele com Leonor está próximo do fim por alguns motivos. Porém, a relação de Hugo com a cidade é um presente ao leitor, que conhece tanto a cidade quanto o carinho que Hugo vai construindo por ela.

Sobre Fernando SchellerFernando Scheller

Fernando Scheller é repórter do jornal O Estado de S. Paulo. Foi jornalista da Gazeta do Povo, da TV Globo e da Deutsche Welle, na Alemanha. O amor segundo Buenos Aires é sua estreia na ficção.

Narrativa

A narrativa não é nada cansativa e consegue promover reflexão sob várias camadas. Os personagens não são tão interessantes quanto as observações da cidade, é engraçado como ela ganha força nas palavras de Hugo e dos outros personagens. Confesso que quando soube da publicação, imaginei algo totalmente diferente, como numa espécie de Paris, eu te amo! Mas encontrei algo muito mais elaborado e ao mesmo tempo me levou de volta pra um lugar que eu gosto tanto. Fernando escreve com o coração e isso é bem claro durante toda narrativa. Me atentei a falar só o que estava na sinopse para fugir dos spoilers para vocês, mas aos poucos, outros personagens vão sendo incluídos e tornam a trama bem interessante, pois os relacionamentos que Hugo vai tecendo com os personagens tem grande importância nessa fascinação criada por ele mesmo.

Projeto gráfico

Trabalho caprichoso da edição feita pela Intrínseca, foi um diferencial muito positivo pra trama. Cada capítulo tem um destaque para um bairro da cidade, onde indica exatamente a rua, o que torna a leitura mais interessante são os mapas da cidade no começo dos capítulos. Ideia engenhosa e que transforma a experiência do leitor muito mais rica.

Considerações finais

O Amor segundo Buenos Aires, é uma das melhores experiências literárias que tive no ano. Poder conhecer Hugo e a visão dele da cidade que ganhou meu coração a algum tempo e que logo voltarei. Agora, serei mais atenta aos detalhes, os bairros e um pouquinho mais da experiência gostosa de estar em um lugar tão perto, mas tão diferente da minha cultura.