Rebelde
ISBN-13: 9788501401106
ISBN-10: 8501401102
Ano: 2016 / Páginas: 352
Idioma: português
Editora: Galera Record

Introdução

Felicidade é uma palavra pertinente quando recebi o exemplar em casa. Quem leu a resenha do primeiro livro, sabe o quanto fiquei curiosa pela continuação. E adianto, Amy conseguiu de novo. Me deixou mega agitada.

Em Rebelde, Wren e Callum conseguem escapar da CRAH e começam a ter uma nova vida na reserva Reboot. O problema é que Micah, o reboot que comanda o local, quer construir um exército reboot e promover ataques para destruição da CRAH e também os humanos. E claro, Callum e Wren precisam tomar uma decisão pra lá de difícil. Antes a “batalha” era somente contra os humanos, agora terão que lugar contra os da mesma espécie.

Este é o segundo volume, para ler a resenha do primeiro volume, clique aqui.

Sobre Amy TinteraFoto -Amy Tintera

Cresceu em Austin, Texas e se formou pela Texas A & M University com uma licenciatura em jornalismo. Depois de receber um mestrado em cinema na Emerson College se mudou para Los Angeles, onde descobriu que não gostava de trabalhar na indústria cinematográfica, e voltou para o seu primeiro amor, escrever.

Edições estrangeiras

21221298 23153293 27064666 26233793 26175485

Narrativa

Narrativa em primeira pessoa, onde Wren e Callum revezam a trama. Algo que somente Wren tinha voz no primeiro livro. Confesso que gostei de compreender melhor Callum em meio a todos os acontecimentos, ele fica melhor abordado com uma parte destinada aos seus pensamentos e ações. Ponto pra tia Amy!

Por se tratar de uma duologia, o ritmo da narrativa é bem frenético e tende a não ser explicado tudo nos mínimos detalhes. Mas os leitores conseguem ter grande parte das suas perguntas respondidas, o que torna tudo ainda mais prazeroso. Há romance? SIM! Mas ele toma conta de grande da narrativa? NÃO!

Projeto gráfico

A editora adotou uma diagramação próxima do primeiro volume. As capas também são harmônicas, o que para nós, fãs de séries/trilogias, é um ponto a ser levado em consideração.

Considerações finais

Rebelde, conseguiu me conquistar com uma narrativa cometa. Personagens cativantes, situações inusitadas e uma conclusão agradável em meio a tudo o que os coitados passam. Uma narrativa criativa, aventureira e cheia de pequenas reflexões que levam o leitor a se questionar em alguns momentos específicos. Espero ter oportunidade de ler mais livros da Amy Tintera, em distopia ela arrasou.