Talvez Um Dia
ISBN-13: 9788501050311
ISBN-10: 8501050318
Ano: 2016 / Páginas: 368
Idioma: português
Editora: Galera Record

Introdução

Colleen Hoover proporciona um misto de curiosidade e expectativa, pelo menos pra mim. Sempre que vejo lançamento da autora aqui, fico bastante agitada para começar a lê-lo. Em Talvez um dia, não foi diferente.

Em Talvez um dia, Sydney e Ridge, todo dia as oito da noite vão para suas respectivas sacadas. Sydney vai para ouvir Ridge, tocando. Enquanto Ridge vai para a sua para ver as reações de Sydney com suas músicas. Eles não se conhecem, mas possuem uma boa conexão musical. Um dia, Ridge recorre a estranha da varanda da frente. Começam a compor juntos e por consequência parece haver uma tensão amorosa entre os dois. O problema? Ridge namora e acredita que ela seja o amor da sua vida e Sydney foi recentemente machucada pelo último relacionamento que teve. E não pensem que é um livro fácil de compreender. É tão difícil quanto decifrar aquela palavra de 4 letras.

Sobre Colleen HooverFoto -Colleen Hoover

Colleen Hoover nasceu 11 de dezembro de 1979, em Sulphur Springs, Texas. Ela cresceu em Saltillo, Texas, e formou-se a partir de Saltillo High School, em 1998. Em 2000, ela se casou com Heath Hoover, com quem ela já tem três filhos e um porco chamado Sailor. Hoover formou na Texas a & M-Commerce com uma licenciatura em Serviço Social. Ela trabalhou vários trabalhos de ação social e de ensino, até que ela começou sua carreira como escritora.

Edições estrangeiras

20879810 29549113 25266670  25087909 27881245

Narrativa

Que livro difícil de lidar, que livro difícil de torcer pelos personagens. É lindo ver como vão construindo um relacionamento dentro do tempo. A amizade e a conexão que Sydney e Ridge possuem é daquelas que faz todo leitor suspirar. Porém, quando o coração está dividido e possui dentro dele dois amores, é tão difícil quanto sustenta-las ali dentro. Colleen mexe com tabus e desenvolve bem uma narrativa quase única. Os personagens envolvem o leitor de tal forma, que é difícil falar mal. Gosto como ela não pautou o livro só nessa premissa. A composição e a música são bem desenvolvidos durante a trama. Todo o processo de criação está no livro e de um jeito bem gostoso de ler.

Projeto gráfico

O projeto segue todos os livros da Colleen no Brasil. Confesso que não acho nada atrativo, porém… se tratando de quem é. A capa não faz tanta diferença. A diagramação interna é boa.

Considerações finais

Talvez um dia, não é o meu favorito, mas possui dois personagens bem desenvolvidos e uma trama que embora não seja fácil de ler, consegue cativar pela forma como foi conduzida. Colleen Hoover está virando a autora dos livros mais sofrência do YA. Preciso ler o epílogo, Maybe Not pra ontem!