A onda
ISBN-13: 9788501118813
ISBN-10: 8501118818
Ano: 2020 / Páginas: 160
Idioma: português
Editora: Galera

Introdução

Faz algum tempo que vi o filme alemão que leva o mesmo nome, lançado em 2009. Desde que assisti, vieram uma série de questionamentos, que até foram discutido na faculdade numa matéria que abordava política. Eu fiquei fascinada em como o filme provocou os sentimentos mais duros de lidar como ser humano, principalmente, o de impotência quando a “grande onda” vem e leva tudo com ela, seja você bom ou não. Anos depois, a Netflix lançou uma série “Nós somos a onda”, claro, assim que saiu fui assistir, os questionamentos continuaram. Este mês, a Galera Record, lançou o livro. E advinha? Li. E novamente, aqueles sentimentos voltaram.

O que acontece quando um professor de história tenta recriar o movimento nazista em sala de aula?

Em A onda, a turma do último ano do Colégio Gordon deveria estar estudando a Segunda Guerra Mundial. Entretanto, os alunos parecem um tanto quanto céticos em relação ao nazismo. Afinal, parece impossível para eles que a juventude alemã tenha apoiado um regime com ideias tão deturpadas, que causou a morte de tantas pessoas. Mas Ben Ross, o professor de história da escola, parece ter a ideia perfeita para engajar a classe. Ele começa um movimento estudantil focado no discurso de “disciplina” e “comunidade”, bastante semelhante às premissas que inspiraram a juventude de Hitler.

A ideia era mostrar para a turma que, com um líder carismático e um discurso inflamado, é fácil se deixar levar; mas, em pouco tempo, a Onda varre toda a escola. Atraídos pela ideia de “igualdade” que propõe o movimento, os alunos veem na Onda a solução para problemas como bullying, desatenção e até mesmo o baixo rendimento do time estudantil em campo. Mas quando alguns alunos se recusam a se juntar à Onda, a pressão popular aumenta, e eles se veem vítimas da intolerância dos colegas.

Sobre Todd Strasser

é um prolífico escritor estadunidense, autor de mais de 130 romances para jovens e adolescentes e romantização de filmes, muitos deles escritos sob pseudônimos como Sanchest e T.S. Rue.

Narrativa

Tanto o filme quanto na série, conseguiram abordar de forma muito similar. Ler e sentir esses sentimentos, foi ainda mais profundo na escrita do Todd. Os temas que abordam são muito bem explorados mesmo que em poucas páginas. A trama fala sobre se enquadrar e a corrupção e como montar algo do tipo pode ser perigoso e ter graves consequências, como é um livro baseado em fatos reais, a trama tem seu valor ainda maior. Laurie Saunders, uma das estudantes, acaba por ser a protagonista no livro. É uma jovem bastante sensata, suas atitudes não são muito diferentes do que eu faria na vida real. O professor Ben Ross, que no filme pra mim, acaba por se tornar o protagonista, tem seu valor na trama. Outros personagens se destacam, como o David, Carl, Robert Alex e Amy. 
A trama é envolvente o suficiente e a leitura flui muito bem por conta dos fatos e de como eles vão acontecendo. Os personagens não são tão bem descritos pelo autor, as ações levam mais cuidado do mesmo. 

Projeto gráfico

O livro em si foi muito bem produzido, amei a capa e a diagramação é bem confortável, como tem sido em todas as publicações da galera, num corpo e fonte bem agradáveis.

Considerações finais

A Onda, é um livro necessário. Que deveria ser discutido em sala de aula. O tema é pesado? É. Mas ajuda a compreender muito bem o passado e evitar que aconteça novamente, pois é plenamente possível. O livro foi baseado em fatos ocorridos em 1969 em um colégio na Califórnia. O livro vai lidar com vários temas atuais, como o bullying, o fascismo e a intolerância. E claro, as consequências de uma bomba prestes a explodir.