A Viagem do Tigre – Colleen Houck 

A Viagem do Tigre

Edição: 1
Editora: Arqueiro
ISBN: 9788580411133
Ano: 2012
Páginas: 496
Tradutor: Ana Ban

Perigo. Desolação. Escolhas. A eternidade é tempo demais para esperar pelo verdadeiro amor? Em sua terceira busca, a jovem Kelsey Hayes e seus tigres precisam vencer desafios incríveis propostos por cinco dragões míticos. O elemento comum é a água, e o cenário de mar aberto obriga Kelsey a enfrentar seus piores temores.Dessa vez, sua missão é encontrar o Colar de Pérolas Negras de Durga e tentar libertar seu amado Ren tanto da maldição do tigre quanto de sua repentina amnésia.

No entanto o irmão dele, Kishan, tem outros planos, e os dois competem por sua afeição, além de afastarem aqueles que planejam frustrar seus objetivos.

Em A viagem do Tigre, terceiro volume da série A Saga do Tigre, Kelsey, Ren e Kishan retomam a jornada emdireção ao seu verdadeiro destino numa história com muito suspense, criaturas encantadas, corações partidos e ação de primeira.

proibido

 

Introdução

Eu não sei como começar a resenha, provalmente falando da minha ansiedade em ler o próximo livro da série. Em a Viagem do Tigre encontrarão uma trama bastante densa e bastante cheia de reviravoltas. O relacionamento de Kelsey e os tigres praticamente dá piruetas. O livro termina em um ponto crítico e bastante instigante, o que faz ansiar pelo próximo capítulo. Terei a preocupação de falar sobre o livro, porém sem dar muitos detalhes do conteúdo dos livros anteriores, para que não comprometa quem ainda não leu.

Narrativa

A narrativa de Colleen continua incrível, gosto bastante do modo como ela conduz a trama. Novamente temos a narrativa em primeira pessoa, narrada por Kelsey. Novos personagens, novos seres míticos e novas aventuras aos personagens fixos da trama. Cenas de ciúmes, romances, batalhas, ferimentos, mergulhos. Kelsey, Sr. Kadam, Ren, Kishan e Nilima vão em busca do colar de Durga para curar a maldição dos tigres e recuperar Ren de sua amnésia que causa um afastamento de Kelsey pelo mesmo.

Confesso que esse livro é o que mais encontrará ações, romance e sentimentos diversos. Ele ao invés de ter menos ações e poucos conflitos é o livro da série em que mais encontrará novas premissas.

Em Viagem do Tigre o meu sentimento por Kishan aumenta, pois o desenrolar do personagem é mais desmenbrado no mesmo. Em muitas das cenas ele as toma como protagonista.

Kelsey aos poucos dá uma amadurecida e o leitor fica mais próximo o que ajuda bastante e não havia acontecido antes. Pelo menos não comigo. A coragem, determinação e a vontade de que os principes sejam libertados é maior do que a vida da própria personagem. Ela está disposta a tudo. O que acaba por demonstrar o sentimento que sente pelos mesmos.

Lokesh também retoma o posto de vilão, um vilão que está disposto a tudo para fazer o mal para Kishan e Ren e claro, disposto a provocá-los e pegar Kelsey pra si. Pois sabe o que mais afeta a eles é a moça.

Quote favorito

“Amor parecido com água. Água por todos os lados em todo lugar. Gelo, rio, nuvem, chuva, mar. Uma parte é grande, outra é miníscula. Uma parte é boa para beber, outra é salgada demais. Todas tem sua utilidade para a terra. Estão o tempo todo em ciclo de movimento. Necessita de água para resistir. Mulheres como a terra; precisam submergir em água.” – 56

Considerações Finais

O livro é uma ótima pedida, intensifica novamente a curiosidade. Temos o vilão com maior intensidade e cenas românticas com mais intensidade. A Viagem do Tigre é um livro que não possui narrativa lenta. Muito pelo contrário, cativa e emoçiona o leitor da melhor forma, com uma boa estória.