Beijos em Nova York

ISBN-13: 9788501113962
ISBN-10: 8501113964
Ano: 2020 / Páginas: 240
Idioma: português
Editora: Galera Record

Introdução

Desde o lançamento desse livro, fiquei bastante curiosa pra ler. É uma temática que muito me agrada e em dias difíceis, foi uma boa pedida.

Em Beijos em Nova York, Charlotte é uma jovem de 17 anos, estudante de intercâmbio em NYC, após concluir um semestre difícil e terminar um namoro, tudo o que ela mais quer é voltar pra Londres para lidar com tudo isso perto da família, mas tudo vai por água abaixo quando uma nevasca a impede de seguir viagem. Ao passar em uma livraria, ela encontra um livro com o título bem sugestivo “Supere seu ex em dez passos fáceis” e quando Anthony cruza o caminho, um nativo que infelizmente acaba de passar pelo mesmo drama de Charlotte, ela o vê tomando um fora daqueles. Ao ver ele nessa situação, Charlotte convida o então estranho, Anthony pra essa jornada de esquecer os seus respectivos ex-namorados. E assim, somos convidados a completar os passos com os personagens. Em clima de Natal, a cidade que nunca dorme e personagens que vem e vão. 

Sobre Catherine Rider

É o pseudônimo criado por James Noble e Stephanie Elliot.

JAMES NOBLE é um editor que também escreve sob vários pseudônimos. Ele nasceu e cresceu em Londres. Concluiu o ensino fundamental e médio em Londres. Frequentou a faculdade em Londres. Conseguiu seu primeiro ― e único, e atual ― trabalho no mercado editorial em Londres. Ele intermediou as rimas das gírias Cockney, ama torta e purê (embora recue a qualquer menção de enguias gelatinosas), e nunca esquece de tomar “cuidado com o vão entre o trem e a plataforma”. Mas ele ainda perde tempo demais sonhando acordado sobre como seria viver em Nova York.

STEPHANIE ELLIOT é uma editora de livros que se mudou imediatamente para Nova York depois de se formar na faculdade. Nunca foi assaltada, pilotou uma Citi Bike ou foi assediada por um Elmo trapaceiro na Times Square (embora um tenha sido um pouco abusado com ela, uma vez). Acredita piamente que bialys são melhores que bagels, que táxis amarelos são melhores que Uber, e pizza NUNCA deve ser comida com garfo. Ela ama visitar Londres, onde as pessoas são TÃO educadas! Vive no Brooklyn com o marido e a filha.

Narrativa

Sabe aquele livro que te pega pelo enredo e mesmo que não seja tão plausível você se diverte mesmo assim? Pois então, foi assim que me senti ao ler esse livro. A narrativa é bastante fluída e envolvente. Como o livro é curtinho, a sensação de quero mais ficou na mente. Tanto Charlotte quanto Anthony são personagens engraçados e fofos. O que me agradou é que ambos os personagens tem atitudes e pensamentos que são adolescentes, pois eles de fato são. Não é um livro de leitura complexa ou de grandes acontecimentos, mas me fez voltar a NYC através deles e eu amei isso. A narrativa é em primeira pessoa, somos convidados a entrar na ótica de Charlotte e Anthony de um jeito muito leve e confortável. A trama além de curta, é um espaço tempo bem curtinho também, o livro é quase um conto de Natal, mas funciona muito bem na forma com foi desenvolvido. É um livro de fácil adaptação, não me chocaria daqui algum tempo, ver um filme com o enredo. Com uns ajustes aqui e ali, tem muito potencial em agradar o público alvo.

Projeto gráfico

Eu adorei a capa do livro e reflete bem a proposta do livro, gostei da fonte e da imagem em si. O projeto foi bem agradável. A leitura não foi comprometida, a diagramação no geral, é bem confortável.

Considerações Finais

Beijos em Nova York, é um romance leve, fofo e uma ótima pedida pra sair de uma ressaca literária (pra mim, funcionou muito bem). Apesar de curtinho, é um passeio muito agradável mesmo que ambos estejam passando por um dia bem complicado.